Ninguém me disse que ter filho era isso – capítulo final.

Não leu o primeiro? Clica aqui

 

 

Seu novo nome? “Mãe”

“Mãe” pra lá, “Mãe” pra cá. Todo mundo te chama de “Mãe”.

“Vamos lá, Mãe,seu bebê precisa mamar o colostro.”

Colostro? Deus me livre. O peito, nesta altura, está começando a inflar de tal forma que você poderá não conseguir fechar os braços, e o bebê ali amassado, chorando.A família toda em volta da sua cama, você de peito de fora com o bico preto explodindo, e a cada hora vem uma tia pegar nele, tentando enfiá-lo na boca do bebê. “Pegou, agora ele pegou!”

“Puuuuta que pariu. Como é que essa coisa tão pequena tava tão obediente dentro da minha barriga, nossa relação era tão harmoniosa, eu olho pra ele agora e me dá um medo danado.Pára de olhar pros meus peitos!”

Mama, mama, mama, parou de chorar.

Agora…você vai descansar.

Durma, criatura, pare de pensar no bebê e tente dormir, você não tem “loção” de como sentirá saudades desse momento sono na sua vida.

Dia seguinte, lá vem a enfermeira, animadíssima: “Bom dia, Mãe!”. Traz o bebê e você – plaft – peitão na roda.

Acabou? Arrotou? Agora vamos ao seu primeiro banho pós-parto.

“Levante-se, Mãe, Tire a roupa, tire a cinta, segure ali, segure as pernas, Mãe, senão você cai.”

Ah, tá saindo sangue ainda? Bobagem, nada que dez absorventes de elefanta não absorvam, não se preocupe, ainda vai sair alguma coisa de dentro de você durante algum tempo.

Acabou o banho? Penteia, bota calcinha, absorvente de elefanta, cinta, apeeeeerta, apeeeeeerta, engata os 50 colchetes. Bota a camisola e a pantufa que vai chegar visita.

“Mãe, agora vá dar uma andada no corredor.”

Lá vai você de cabelos penteados, robe e pantufas, olhar a porta dos outros quartos pra ver quantos bebês nasceram com o mesmo nome que o seu.

E que tal uma televisãozinha pra relaxar?Nananinanão. Chegou o bebê de novo, ta chorando, Mãe. Peitão pra fora. Outro peito. Arrota.

Chega a hora de ir pra casa e curtir aqueles momentos preciosos.

“Agora, sim, somos uma família.Eu, você…nosso bebê… é tudo tão lindo.”

Três em três horas aquela linda e nova pessoa que agora faz parte da sua vida vai querer mamar.

Começou a mamada: chup, chup, chup… Trinta minutos num peito… dormiu.

“Ei, acorda (cutuca), acorda, não vai dar tempo…só temos três horas entre uma e outra, vambora otimizar esse tempo!”. Vinte minutos.

Ele acorda e você troca de peito. Chup, chup,chup…Trinta minutos

Acabou. Não se esqueça de botar a criança pra arrotar, Mãe! E você segura o bebê… Mais pra cima, não, é mais embaixo. Bate nas costas dele… Nada…Bate mais… Quinze minutos.

BLAAAAAAAAAAAARRRRRRRRRRRRR.Arrotou!!!!!!!!!

Uma hora e quarenta e cinco minutos, só de mamada.

Que cheiro é esse? Cagou – se todo de amarelo.Argh. Troca fralda, limpa, pomada, bota a roupinha, dá uns beijinhos …Dormiu?

Beleza! Você conseguiu resumir essa mamada numas duas horas, sobrou-lhe uma hora.

É mais ou menos isso, a cada três horas ele lhe toma duas, non – stop, durante três meses.

Com o passar dos meses, seu bebê vai ficando mais “cuticiti”, você vai conseguindo dormir duas horas seguidas, depois vem a sopinha, arroz, feijão, seus peitos voltaram a ser seus, e talvez você já consiga trepar novamente, uma vez ou duas vezes – , e talvez até consiga retocar as raízes.

A boa notícia é que quando eles fazem 3 aninhos ficam tão fofinhos! Aproveite tudo, porque passa rápido.

O que mais posso dizer para auto – ajudá-la nessa empreitada maravilhosa?

Não abra mão da Pampers noturna.

 

* Andréa Cals

Anúncios

9 comentários sobre “Ninguém me disse que ter filho era isso – capítulo final.

  1. Loana

    Revivi meu passado e agora me pego pensando no meu futuro próximo (bem próximo) meu peito já começa e doer só de pensar e já me dá sono em saber das minhas futuras noites.

    Vindo com saúde é o que importa!!!! Passa tudo tão rápidooooo!!!

  2. Lu, vc é mesmo muito boa escritora, agora esse texto não serve pra vc né?
    Tendo em vista que vc não é marinheira de primeira viagem, e ainda quis viajar de novo!!!!
    Brincadeira…é mesmo muito compensador!
    Diria, encantador!!!
    Tão encantador que vc fica querendo mais!!!

  3. Cynara

    Passei por tudo isso a exatos 16 anos e não quis por nada deste mundo ter que passar de novo 😦
    Vocês todas estão de parabéns por acharem ‘lindo’ fofo’ e etc…tô fora.Claro que hoje (aos 39) teria mais paciência,mais atenção,mais maturidade,curtiria muito mais…Vai desculpando a sinceridade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s