Nóis sabe, nóis escreve errado porque nóis quer

 

Eu sempre gostei de escrever sabe? Desde pequenina, na agenda, no caderno, na rua na chuva, na fazenda e na casinha de sapê. Mas como tudo que eu faço é “nas coxas” eu nunca quis estudar pra escrever bem. Nunca curti aulas de portugues, e na adolescência eu odiava redação, se bem que na era teenager de my life eu era especializada em odiar qualquer assunto, ser vivo e pedras em geral. Por conta dessa minha preguiça mortal de estudar eu nunca aprendi a usar a crase como se deve, me atrapalho nessa coisa chata de “Porque junto sem acento Por que separado com acento, Porque junto com acento…que merda isso!”, não sei diferenciar um ditongo de um tritongo e penso que catacrese tem a ver com cáries fedidas e doloridas.

Daí eu decidi que eu iria estudar, mas quando eu tava quase-quase levando a sério mais essa decisão importante que ia mudar o mundo…os homi mudaram tudo. Ai gente! As criancinhatudo passando fome no sudão e eles tão preocupados com o acento do pêlo. Midepila (pegou? pegou?)

Bom, de qualquer forma eu já não acentuava quase nada mesmo ——————( porque, por que,  por quê, porquê – use a alternativa correta se você for capaz) meu notebook é meio esquisito e tem uma configuração única (única ainda “pega” acento ne?) e meio chata. Mas pra quem quiser ficar por dentro das novas normas que regem a nossa linguagem, tá aí, só não fica esperando aí que a gente siga, aviso logo que os (Im) Possíveis sempre levaram ferro em Português, menos o Sr I, que estudou em Londres, na High School Master Blaster  Excelence for Boys, ou algo parecido.

 

Confira o que muda na Língua Portuguesa no Brasil:

Alfabeto

O alfabeto da língua portuguesa passa a ter 26 letras, com a inclusão oficial do k, w e y.
Acentuação
As paroxítonas com ditongos abertos tônicos éi e ói, como “idéia” e “paranóico” perdem o acento agudo. Palavras como crêem, dêem, lêem e vêem também perderão o acento, assim como as paroxítonas com acento circunflexo no penúltimo o do hiato oo(s) (vôo, enjôo).
Palavras homógrafas (com a mesma grafia, mas com pronúncia diferente) como pára, pêlo, pélo e pólo também não serão mais acentuadas. Paroxítonas cujas vogais tônicas i e u são precedidas de ditongo decrescente, como “feiúra” e “baiúca”, também não levarão acento.

Trema
O trema será totalmente eliminado das palavras portuguesas ou aportuguesadas, como “cinqüenta” e “tranqüilo”. A única exceção fica por conta de nomes próprios estrangeiros, como “Müeller”, por exemplo.

Hífen
O hífen não será mais empregado em prefixos terminados em vogal seguidos de r ou s. Neste caso, dobra-se o r ou o s. Exemplos: antirreligioso, antissocial e minissaia.
O hífen será utilizado com os prefixos hiper, inter, super seguidos de palavras iniciadas por r, como “hiper-resistente”. O sinal também será utilizado em prefixos terminados em vogal como ante, contra e semi seguidos de vogal igual ou h no segundo termo. Exemplos: micro-ondas, anti-higiênico e pré-histórico.

Fonte: Folha Online

Anúncios

11 comentários sobre “Nóis sabe, nóis escreve errado porque nóis quer

  1. Estou estudando pra ser jornalista e n to mt preocupado com isso de crase e porquês não. em 1940 rolou uma mudança ortográfica, acho que só depois de apanhar da polícia na ditadura militar e sofrer de uma pequena amnésia, o povo começou a escrever certo…. se n me engano, em 1920 rolou uma mudança ortográfica também.

    Ninguém vai precisar escrever CERTO não até porque os 2 jeitos serão certos. Isso ai é balela, invenção pra vender mais livros, já que eles vão ter que ser todos reeditados. 😉

  2. luciana

    Eu tô beeeemmmmm desesperada com esse troço…
    Primeiro, fiquei automaticamente datada, como meu avô, que escrevia pharmácia. Segundo, como alguém pode ficar paranóico sem acento? Ou pior, ter uma idéia, sem acento? Não dá! Terceiro, acabaram todas e quaisquer possibilidades de dar um help na alphabetização da minha phillota! Quarto, não vai adiantar nada porque a palavra pode estar escrita igual, mas mesmo assim não vamos entender nada daquilo que os portugueses dizem!

  3. Lenita

    Lu, você é ótema (com acento). Simplifica, como fez papai que nasceu na era da “pharmácia” e viveu quase 100 anos: de hoje em diante (disse quando ocorreu a última reforma ortográfica) não coloco acento em nada. Quem quiser entender, que entenda. Bjs

  4. Lu, eu adoroooooooo português, quando presto concurso acerto a maioria das questões, mas aí sou uma catástrofe em matemática e acaba dando em nada!
    Mas confesso que nunca usei trema também, pelamor, ficar tentando imaginar se devo ou não colocar acento em linguiça é dose né?
    Adorei o post, faz um década que não passo por aqui né? To ficando uma leitora relapsa, eu sei, mas vou tentar reparar isso.
    Beijo pro6 tudo!

  5. Agora literalmente DANOSSE!!! (tem acento?? rs)

    Concordo com o Bruno e vou continuar escrevendo errado mermo…
    Concordo cum ocêis também tá???
    Nóis sabe, nóis escreve errado porque quer…

    Beijo do Neo

  6. Paulinha

    Odiei essas mudanças!!! Só mais coisas pra gente aprender nãããã
    Essas mudanças só teriam uma vantagem e isso se eu ainda tivesse na uni: a minha professora de linguística não ia me devolver mais nenhum trabalho ou prova com um trema bem grandão vermelho em cima do “u” de linguística!
    Ah! Que carinha mais desnecessário esse tal de trema!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s