Andar de bicicleta a gente nunca esquece?

Leitor amigo iludido, venho aqui revelar-lhe que se você assim como e a Lu Brasil pensa que saberá andar de bicicleta livre e velozmente só porque aos 14 anos isso lhe parecia banal, saiba que você está enganado.

Passei a vida toda acreditando nessa balela e até usando a frase mentirosa “ah, isso é que nem andar de bicicleta, a gente nunca esquece!” O primeiro sutiã, o primeiro beijo, o primeiro amor, vá lá. Agora andar de bike meu fêlho, tu esquece sim!

Sou o exemplo em carne e osso (muito mais carne, ai que dó). Fui ao Ibirapuera há algum tempo porque a moda aqui em casa é andar de bíci com o filhote. E aluguei logo a bike mais punk da parada, cheia das marchas (acho que tinha até ré – metira vai), de alumínio, o moço ajeitou tudo e lá fui eu. Confiante até a última ponta. Dona de uma certeza absoluta que eu saberia dominar a tal Bike Ferrari, já que na adolescência fui 8 vezes campeã Sulamericana na catchiguria “rolê na rua”.

Pessôs do céu. Falem v-e-x-a-m-e. Então. Mó vexame da minha life glamourosa.

A primeira criança que eu vi passar já me fez meter o pézão no chão, e brecar. Coisa mais ridícula, vamos combinar? E o negócio é que lá no Ibira tem 900 crianças por metro quadrado, trocentas bikes e um povo acho que treinando pra São Silvestre que corre a 200 km/h e que passa na sua frente impunemente. Ah, e cachorros. Milhares deles. Totalmente dispostos a fugir de suas coleiras e darem de cara com bicicletas desavisadas.

Resumindo a ópera, eu fiquei o tempo todo brecando com o pé, como uma pessoa que acabou de aprender a andar de bicicleta, com o olho esbugalhadíssimo e morrendo de medo de atropelar algo ou alguém.

A conclusão é que esquecer, a gente não esquece. Mas perder o glamour, ah, isso a gente perde. E perde feio!

E como eu não sou mulher de perder glamour e muito menos de alugar um triciclo, agora a gente faz assim. A ala masculina da famiília anda de bike e Euzinha corro no parque. 

Achei bem mais digno!

Anúncios

13 comentários sobre “Andar de bicicleta a gente nunca esquece?

  1. Lenita

    KKKKKKKKK! Jane, você tem razão. Eu também já paguei esse mico no Ibirapuera. E pessôs, atenção: a gente esquece, sim. Mas lembra, depois, rapidinho, ou então vai dando vexame até sair do Parque. Rsrsrsrs

  2. Hahaha.. Jesuizmesalva!!

    Este negócio de esquecer como anda de bike tá vidando moda é?
    Já vi esta história em outros canais..
    Acho que vou tratar de consertar a minha bike e tentar dar umas voltas..
    Publicarei o resultado… rsss

    Bjos

    Neo

  3. Elianinha

    Jane, tenho uma Caloi Ceci de cestinha e cor uva, lembra-se da Ceci? Amo andar com ela!Detalhe: tenho uma de não sei quantas marchas, rs, está depundarada, pois ganhei num sorteio de hpermerdado, e, já faz um ano nunca estreei.
    Meu pai, possui uma Philips, ano 1945, inglesa, e, juntos percorremos a cidade.
    É claro que aqui na cidade, também te o pessoal que faz “circuito nas montanhas”, e, convidaram meu pai. Lógico que ele não topou. Pudera, se o convite fosse para mim, “euzinha” jamais iria …
    O meu negócio no momento é drenagem, bike (uns 14 km se der no ano, kkkkkkkkkk), natação (2x semana), RPG (não é do jogo, não), rs . Beijão … gostei da sua aventura e, se você encontrasse o João Paulo Diniz no Ibirapuera?

  4. Ish imagina eu, que mesmo qdo era pequena nunca passava do círculo na frente de casa…nunca na vida vou tentar agora depois dos 20!!!

    Joelho ralado a essa altura da vida não dá!

    bju

  5. Vanessa da Mata

    Eu nunca aprendi a andar de bike, sou muito medrosa (mimata), mas a Jane tá certa, porque meu marido comprou uma bike há uns dois anos atrás, se achando “o esportista saradão”… na primeira noite que resolveu sair pedalando, atropelou uma Van Escolar… maior micão… brigou com o moço na frente da criançada, voltou com o joelho ralado e a roda da bike toda torta kkkkkk… Depois que consertou a bike eu o convenci a dar ela de presente de aniversário ao meu sogro… O mais engraçado é que quando a gente namorava, ele vinha pra minha casa de bicicleta todo final de semana, antes de ter idade (=dinheiro, oi?) pra comprar carro, por isso a teoria está comprovada…

  6. Esse seu post me é bem familiar, me lembro bem de uns 3 meses atrás, quando me senti a tal, dizendo de boca cheia o título do seu post, como uma afirmação e me dirigindo ao Parque Villa Lobos, depois de ficar mais ou menos uns 10 anos sem andar de bicicleta.
    Bom, nem preciso relatar o final da história né? O seu post já disse tudo por mim!
    Bjoooooo

  7. Pingback: Atletabajara « Mulheres (Im) Possíveis

  8. Miriam

    Estou com 53 aninhos. Andei de bicicleta (aro 26) até os vinte, mais ou menos. Andava de fazer inveja a campeões de x-game, fazia manobras incríveis. Agora, por insistencia de meu filho de 23, que não que me ver sedentária, comprei uma sem marca definida, aro 24, pois me falaram que é mais fácil reaprender. Após 4 dias tentando no corredor de meu andar, fui pra uma praça e consegui, pedalar, direto e sem parar, por uns cinco minutos, parei só pra tomar folego. Posso dizer que consegui pedalar, mas to na maior insegurança ainda, com medo de levar tombo e essas coisas. Andar no meio do transito, nem pensar! Mas é só questão de prática e tempo.

  9. EVELISE

    Te garanto q eu perdi muito mais o glamourrr hj… ganhei uma bike tda pró de Natal e só hj (isto mesmo, só hj) tive coragem de enfrentar a falta de intimidade e ir pro parque… p… medão pq qdo eu era criança eu alcançava o pé no chão tranquilamente e agora isto não é assim tão fácil (afinal ganhei uma bike de adulto e não uma cecizinha), mas voltando ao parque: primeira curva e tombaço!!! ralei o joelho e o orgulho… :,(
    Maaas pedalei mais uma hr, com alguns desequilibrios, mas desistir jamais… o unico problema é q agora fico pelo menos umas 2 semanas sem poder usar um vestido… rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s