Praga de vó

banderasQuarta-feira, véspera de feriado aqui em São Paulo, tive que ir ao banco.

Mais que isso. Tive que ir à Caixa Econômica Federal, um banco liiiiiindo e enooooooorme e provido de apenas UM caixa. Sim, UM único caixa, reponsável pelo seguro desemprego da humanidade, pelo Bolsa Família do Brasil inteiro, pelos Darfs de todos os escritórios de contabilibdade do universo.

Não bastasse essa tragédia grega, ele, o caixa-único, se achava O Banderas. Certeza, cara. Ele tinha convicção que era o Banderas e por isso usava um cabelo sujo e sem corte, todo penteado pra trás, e me lançava olhares sedutores e cheios de latinidade.

Eu mereço?

Isso é praga de vó, só pode. Midepila maigóde.

Anúncios

11 comentários sobre “Praga de vó

  1. Como assim?! Você acha que o Banderas usa os cabelos “emplastrados”, penteados pra trás? Ah, não tenho essa imagem dele, não…Mas então, o carinha era bonito como o Banderas? Fia, tá bom demais…deixa o moço olhar…E na hora do atendimento, rolou o quê?!

  2. Karina

    È flor, eu passei pelo mesmo ontem, CEF vespera de feriado, mas não tinha nenum Banderas lá, tinha sim um pansa, que ficou tomando meu tempo com aquela bendita porta de entrada…
    Beijos, ótima tarde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s