Comer Chorar Odiar – Diário da minha TPM

fomeEmbora o expert em TPM – enquanto vítima – seja o Sr. Insônia, tomo a liberdade de relatar a minha, não tão tenebrosa quanto a de muita gente, porém não menos, não menos, ãh, digamos, TPM.

Tudo começa com antecedência de cerca de 2 semanas, e se manifesta no formato de uma “fome canina”. Estou bem na fase da FOME. Mas não é uma fominha habitual, de gente magra e saudável (oi?). É uma fome de leão, de querer comer mais, repetir, comer rápido. Também não é fome de doce. É de comida. Arroisfejão.

Depois, ou junto com a falta de comida e os kilos a mais na balança, vem a fase do choro. Meu RAP Amor Próprio vai pro ralo e fico num baixo astral de dar dó. Choro ouvindo música, vendo TV, propagandas, cachorrinhos abandonados (nem tanto, vai), etc.

E finalmente, alguns dias, horas ou minutos que antecedem tão esperado “evento” começo a ter ódio de tudo e todos. É um mau humor animalllllllll (voz de Galvão Bueno narrando um gol do Edmundo). Dura pouco, e ataca principalmente quando as coisas não saem exatamente como eu quero.

Não sei, só sei que é assim.

Anúncios

15 comentários sobre “Comer Chorar Odiar – Diário da minha TPM

  1. luciana

    Ah, vai??
    Nem tanto assim, né???
    Você tá magrela que nem um pau, pode fazer lanchinhos caninos sem dó!!!
    Beijocas

    Jane agradece: Valeu Lukita, to até mais calma. Love

  2. marcia

    ola!!!achei otima a descriçao sei exatamente todos estas etapas acho que vou imprimir e mostrar pra minha medica!!!!

    Jane diz: Marcia, desde que sua médica não mande me internar….

  3. Sandra Maria

    Olá Jane!
    Sabe, uma das minhas promessas para 2009 é de postar, postar e postar sempre algum comentário, quando eu me sentir “tocada” e me identificar com o que foi dito, ops, escrito!
    Então, também tenho essas “fases da lua”, sempre digo que fico com vontade de comer até as portas dos armários aqui em casa…é muito deprimente, mas o que me alivia é que sei que depois passa, e tudo fica bem, inclusive a minha barriga inchada que “naqueles dias” parece mais uma grávida quase em trabalho de parto…rs
    Então, o negócio é comer muito durante 15 dias e passar fome os outros 15, o que me diz da idéia? rsrs
    Beijos e até breve

    Jane diz: pode comentar Sandra, a gente ama.

  4. Tb sou assim viu, agora que entrei num regime regimaço, estou esperando vir a maledita e me segurar, o problema que minha fome é de doce, chocolate, muito chocolate….andei tomando um remedio pra tpm que meu medico passou, mas como eu esqueço de tomar qualquer remedio nao resolveu….mas vc pode tentar, se nao tiver surtos de esquecimentos hehe
    bjs

    Jane diz: Dri, não sei se é o caso de remédio, só se for floral ou coisas alternativas. Tipo um Day Spa, massagens pheenas, acupunturas, HAHAHAHA. Bjo

  5. Lenita

    Ô dó. Tem que dar um jeito. Vamos por a cuca prá funcionar e procurar uma solução, porque a cabeça não foi feita apenas para separar as orelhas. Não é possível que os cientistas sejam capazes de criar coisas que até Deus duvida e não consigam dar uma solução digna para os efeitos TPM. Será que, se as mulheres unidas fizerem bastante barulho, os laboratórios farmacêuticos não prestariam mais atenção ao problema e incrementariam as pesquisas?

    Jane diz: Lenita, até tem né, mas são hormônios. Acho que só compensa tomar remédio aquelas pessoas que tem a vida muito afetada pela TPM, tipo que tentam matar o marido mensalmente :O Bjo, gata

  6. Acabei de sair desse período crítico… ufa, só mês que vem!
    Além de todos esses sintomas que você citou, ainda me dá uma choradeira sem motivo que irrita qualquer um. haha

    beijocas

    Jane diz: Mel, exija seus direitos de chorar em paz, afinal, a irritada aqui é a gente!

  7. Marcia

    Olá amiguinha! Depois de tanta agitação é assim mesmo..Recomendo vc procurar uma nutricionista, talvez indicada pelo seu geneco.(Dr.Labu rsrsr) que irá ajudá-la nessa fase de gravidez, ansiedade e rdistribuir melhor os alimentos que vc necessita nessa fase,durante o dia pra terminar com tudo isso…
    Beijocas carinhosas da vovó Marcia

    Jane eslcarece: Marcia, eu não sou a Lu. OI?

  8. Erika

    Meu Bem! Quero ser solidária e partilhar meu sofrimento com o ciclo mestrual, no meu caso, de outra ordem e em outro momento. Sou acometida por um ataque hormonal/psicológico quando estou ovulando. Explico: sou mãe de um menino de quase 3 anos, sou artista plástica e trabalho em casa com artesanato (sem modéstia, muito bacana!) e vivo numa cidade pequena no litoral da Bahia depois de vivido sempre na capital do ES (li sua aventura em Vitória, com motoristas de taxi e atrasos – fiquei imaginando que avenidas vc percorreu, se viu as praias… adoro a minha cidade natal, apesar dos taxistas). Mas, voltando à vaca fria, como o meu universo é um tanto limitado, com o meu alemãozinho o dia todo, só os dois e toda a programação diária do “discoverkids” (saco!), quando estou ovulando tenho uma necessidade gigantesca de ser adulta. Fico sem paciência com as brincadeiras do meu filho, quero usar maquiagem, botar decotes, acender cigarros, estar com gente grande, enfim. E o sofrimento vem assim que eu percebo que não posso fazer essas coisas porque tenho que ser mãe, com tudo que isso implica, em período integral. É a fase mais difícil, na qual eu sempre fico rebelde e frustrada. Já na TPM eu só quero comer doce e aí tudo bem. Faço pudins, brigadeiros, pipoca doce, bolo de chocolate e… espero o inevitável.
    Adoro você e leio sempre. Vocês são a minha conexão com o mundo adulto e civilizado (oi!). Bjs!

    Jane também desabafa: Erika querida, amei seu coment, e também me identifiquei muito com o que vc escreveu. FIquei em casa entre o Natal e o Ano Novo e me vi vivendo o tempo todo nesse mundo infantilizado, e me senti extremamente frustrada ao perceber que não nasci pra isso. Sorte que Lu Brasil estava on line pra eu poder choramingar (mesmo levando uns esporros delas (ela me falando várias verdades)).
    Que bom que vc curte o blog, se identifica e que servimos com conexão entre você e o mundo “adulto e civilizado” (embora não sejamos nem um nem outro HAHAHAHA) . Bjo, comente sempre que quiser, precisar, desejar ou qualquer outra coisa. Jane

  9. TpM é mortal… fico louca por chocolate sempre… vou até roubar os mm’s do meu filho!!!
    Já tentou aromaterapia… pelo menos meus nervos deram uma acalmada! Tente!
    Beijos
    Faby

    Jane diz: Não Faby, nunca tentei. Adoraria tentar, vou procurar saber algo. BJO

  10. Marcelle de Morais

    Oi querida!
    Dessa vez eu não aguentei e vou comentar!! Morroooo por causa da mardita e quero compartilhar minha alegria com vc, msm q vc possa estar um pouco… mal humorada. rsrs
    Estou tomando duas cápsulas de óleo de prímula por dia – me desculpe se alguém já falou sobre isso aqui, tentei ler os comentários anteriores porém no estilo “the flash”.
    Foi prescrito por minha homeopata, é sério, dois meses sem um chorinho gratuito ou algum pensamento homicida!
    Fique bem!

    bjosss mil e adoro vcs! rs!

  11. Meu marido também identifica os mesmos sintomas em mim. Só que, normalmente, ele quase sempre é a vítima. Não, ele SEMPRE é a vítima, que ouve meu choro e aguenta meu mau humor do cão.

    Amiga, sou parceira de TPM também!

  12. Nadia

    Oie meu nome é Nadia realmente é isso mesmo que acontece esse mal humor terrivel eu sou muito calma e paciente quando ela chega da vontade de arrancar os cabelos fora kkkk meu namorado que o diga fica doidinhu adorei o post beijinhus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s