Ensino Fundamental de 9 anos

Minas e minos,

Para quem tem filhos pequenos – me parece que a maioria aqui – este assunto é muito sério. O que mimpressiona é que parece que os pais não dão muita bola prá isso. Eu já havia até comentado com maridex que muitos pais preferem comprar carro novo à dar uma boa educação aos seus filhos – bem, não é meu caso, e acho que não é o caso das leitoras(es) daqui, que são todas(os) lindas(os), maravilhosas(os), chiques e conscientes.

Já há algum tempo o governo federal fez a lei do Ensino Fundamental de 9 anos, que visa principalmente incluir na obrigatoriedade de estudar aquelas crianças que antes não frequentariam a escola no chamado pré-primário. Assim, o pré passou a chamar 1º ano do Ensino Fundamental, e é obrigatório.

Mas estamos falando aqui das crianças que já vão à escolinha desde bebês, caso do seu, do meu, dos nossos filhos.

E eis que meu filho menor está com 4 anos, a completar 5 no final do ano. E eis que, antigamente, ele iria o ano que vem (2010) para o pré. Pois eis que, numa conversinha fiada prá boi ir dormir, algumas escolas particulares começaram a atrasar este ingresso no 1º ano.

Por quê? A única explicação que me vem à cabeça é a financeira.

A Lei do Ensino de 9 anos é federal, e deve ser aplicada integralmente até 2010, sendo que nestes anos anteriores as escolas teriam que providenciar todas as adequações necessárias. Mas aí cada estado faz as suas especificidades, considerando demanda, verba, etc, etc. E, para o estado de São Paulo, o complemento é a deliberação CEE 073/2008, que trata de particularidades como datas-limite, idades-limite, etc. Para 2010, estará valendo a regra que as crianças, para ingresso no 1º ano, deverão completar 06 anos até 30/06/2010. Veja bem: 2010! e nós ainda estamos em 2009.

Então, esta deliberação diz que o ano de 2009 é um ano de TRANSIÇÃO, ou seja, eles preveem (caiu o acento?) que justamente para as crianças QUE JÁ FREQUENTAM a escola, EM 2009 as datas-limite serão:

1ª fase da pré-escola (equivale G4 ou outras nomenclaturas): para 4 anos a completar até 30/06/2009;

2ª fase da pré-escola (equivale G5 ou outras nomenclaturas): para 5 anos a completar até 31/12/2009;

1º ano do Ensino Fundamental (equivale ao pré ou outras nomenclaturas): para 6 anos a completar até 31/12/2009;

Desta forma, para você que mora em São Paulo, fique atenta(o) para ver se seu filho não está na fase errada, o que pode custar para ele 1 ano a mais na escola e até mesmo frequentar uma classe com crianças muito mais novas ou muito mais velhas que ele, o que nesta idade faz muita diferença. É claro que existe, nesta história, o desenvolvimento e a maturidade da criança, a avaliação da escola, a avaliação dos pais, a vontade da família.

Mas, se você acha que seu filho tem maturidade e desenvolvimento suficiente para estar num pré, não há porque atrasá-lo. Não acredite em tudo que a escola lhe disser. Você deve ter confiança na escola, mas nunca se esqueça de que eles são uma empresa, com diversos tipos de mentalidade, administração e – por que não? – são passíveis de erros, como todos o são.

O que mimpressiona (de novo) é que, numa classe com 20 crianças, 40 pais ouvem a conversinha fiada e só eu fico com a pulga atrás da orelha.  Tá certo que num país onde o presidente só fez até o 1º grau a educação não é muito levada a sério, mas não vamos exagerar, né?

**Para quem sentiu saudades minhas, das minhas lamentações e de meus textos falando mal do Lula, estou de volta depois de umas férias loooongas e muito boas.

EDITADO –
Pessoal, obrigada pelos coments! Que bom ver que temos leitoras bem informadas!
Vamos de bolinhas:
BOLINHA 1- Eu não sou contra o Ensino Fundamental de 9 anos, muito pelo contrário! Se isto fará com que as mães menos favorecidas coloquem seus filhos antes na escola, e tb com que o governo se mexa para que haja mais vagas de pré no ensino público, isto é ótimo! BOLINHA DOIS- Também concordo e defendo que a decisão deve ser conjunta (escola+família). Mas discordo completamente de decisões unilaterais (no caso, só escola, como aconteceu comigo) e mal explicadas.
BOLINHA TRÊS- Não estamos falando em PROMOVER crianças (pular etapas, pular anos, pular séries), mas sim em MANTÊ-LAS onde elas já estão, ou seja, NÃO ATRASÁ-LAS só por causa de uma lei. O que está acontecendo em algumas escolas particulares é que, com a nova Lei, crianças que estariam sendo matriculadas em grupos superiores, estão sendo matriculadas em grupos 1 ano a menos.
BOLINHA QUATRO- Cada criança é de um jeito, eu mesma tenho dois filhos que são completamente diferentes entre si. Imagine numa escola com mil alunos. Por isso, existem as que podem cursar grupos anteriores e as que podem ir para um grupo superior, sem prejuízo de seu desenvolvimento. Se estas crianças chegarem aos seus 17 anos e tiverem que prestar vestibular e não estiverem preparadas, isto deve ser cuidado na época. Por exemplo, há casos em minha família de bons alunos que nunca foram reprovados mas no vestibular ainda não haviam se decidido, então foram estudar fora, ou prestaram vestibular para uma coisa e depois mudaram de idéia… isto é super saudável, o importante é escolher uma profissão que vai te fazer feliz (e rico). Ninguém aqui está dizendo que o filho é gênio e super-resolvido e portanto deve pular etapas.
BOLINHA CINCO- Notem que cada estado tem a sua deliberação, esta do link é a deliberação de São Paulo, não serve para outro estado.
BOLINHA SEIS- Devemos confiar na escola de nossos filhos SIM, mas isto é diferente de aceitar tudo o que nos dizem. Nós somos seres pensantes, inteligentes, dotados de capacidade de raciocínio e avaliação.
BOLINHA SETE- A escola pode ter experiência com várias crianças, vários comportamentos, MAS CADA CRIANÇA É ÚNICA, e por isto a decisão deve ser CONJUNTA, pois aí entra o conhecimento dos pais+a experiência da escola.

Anúncios

30 comentários sobre “Ensino Fundamental de 9 anos

  1. Jane Murback

    Gata, eu tô nessa.
    João faz 4 em setembro, e está no Jardim I (adiantado, de acordo com a lei nova), sendo que ano que vem teremos que tomar a decisão de faz-lo repetir o Jd I ou deixá-lo avançar.
    Eu creio que a escola deva criar uma escola intermediária, de trasição. Esse ano eles realmente disseram que ia ficar “tudo como dantes”.
    Vejamos.
    Bjo

  2. Estou nessa também, meu filhote faz 5 no final do ano, e esta no infantil II, quero ver como vai ficar essa história…
    a respeito de educação…optei por um filho apenas pra poder dar bom estudo pra ele…porque no país ‘desse’ presidente educação não é levada à sério..bj

  3. Silvia Maria

    O que acontecia com o pré (aqui no Rio é CA – Classe de Alfabetização) é que ele ficava no “limbo”: muitas escolas de Educação Infantil acabavam arrematando essa “fatia” e muitas escolas de Educação Fundamental despresavam… acontece que a alfabetização faz parte da Educação Básica, portanto deve pertencer ao Ensino Fundamental, fazendo então 9 anos de ensino fundamental (não 8 como nós fizemos). O que muda – além da verba destinada – é a nomenclatura. Se o seu filho tem idade para frequentar o antigo pré, ele está na idade de cursar o 1° ano.

  4. Silvia Maria

    Mães da Educação Infantil: não se repete de ano na Educação Infantil. Esta é um processo: eles só mudam de turma e ingressam em outra com crianças da mesma idade, trabalhando diferentes conceitos – todos de acordo com a faixa etária e nível de desenvolvimento. Não fiquem estressadas =D relaxem e curtam a EI – é a melhor fase da escola e se ela for bem trabalhada, seus filhos voarão longe!!! Acreditem!
    Beijos

  5. Eu já sofri com isso desde ano passado, quando foi “lançada” esta modinha ridícula. Disseram que foi tudo apenas uma mudança de nomeclatura, mas que tudo ficaria como antes e paipimpaibola… Acontece que as escolas municipais e estaduais adotam medidas DIFERENTES das particulares.
    De qualquer maneira meus meninos completaram 7 anos agora e estão no 2˚ano (antiga 1˚série). Odiei esse bando de frescurites, como vc merma falou, tudo para ganhar mais dinheiros dos pais. Se te consola, eu também fiquei, e ainda fico, com várias pulgas atrás da orelha!
    Kisses

  6. PS: infelizmente em um país que tem o “molusco” presidindo o bundalelê no DF, tem um ensino onde 1500 professores tiram 0 e ainda assim lecionam.. a única saída, menos pior, são os colégios particulares, os municipais e estaduais deixam muuuuuuuuuuito a desejar.

  7. Lana

    Não acredito que todo mundo caiu nessa de que professores tiraram zero. Nem se minha irmã de 9 anos fizesse a prova tiraria zero, acredito que haja professores com má formação sim, mas zero, pessoal, é impossível. Se algum pai tivesse visto a bagunça que foi a aplicação das provas… teve muito professor que fez a prova e a nota não foi contabilizada, teve professor que se inscreveu na Diretoria de Ensino e na hora da prova não estava com o nome na lista. Esses professores ficaram com zero. E essa é a organização da educação estadual do Sr. Serra, que é muito bem formado pela USP e só faz é piorar a situação da educação em São Paulo, com medidas polêmicas que não vão mudar em nada a situação, só fazem virar a opinião pública contra os professores.

    P.S.: não sou lulista e muito menos petista, mas não há como ignorar os anos de governo PSDB na educação paulista (onde supostamente 1500 professores tiraram zero)

  8. Liz

    Oi Jane, é a primeira vez que eu comento, adoro o blog.
    Então, dessa vez vou no time das do contra.
    Bom, eu penso em 3 pontos: o primeiro é que realmente para as escolas particulares só mudou a nomenclatura, porque o filho continua cursando as mesmas séries que antes. As mães (e sometimes as escolas) é que fazem uma confusão danada. Mas o pré se chama primeira série. Ponto.
    Segundo, eu acho um pouco de egoísmo (palavra mal escolhida, mas não acho uma melhor) ficarmos metendo o pau nessa resolução do governo (eu também não simpatizo com ele) pensando que nossos filhos vão atrasar/adiantar/mudar de nome/etc. Eu penso nas outras crianças que agora vão ganhar um ano a mais de estudo, ficando mais próximas das do colégio particular.
    E por último, pelo modo como eu crio a minha filha, eu não acho um bicho de sete cabeças atrasá-la na escola, claro, se eu não perceber que é malandragem, como parece ser o seu caso. Hipoteticamente, eu prefiro sempre o atraso do que o avanço, nesse caso. Prefiro ter a segurança de que ela está bem emocionalmente do que adiantá-la nesses processos e apesar de EU achar que ela pode, eu tenho que levar em conta o que a escola diz, afinal são eles que convivem com ela diariamente. E às vezes, conviver com crianças mais velhas e mais novas, pode ser sim muito positivo para a criança, se a situação for bem desenvolvida. Num ano ela aprende com os amigos e no próximo tem a oportunidade de ser o exemplo, de ser paciente, de ensinar e ser tolerante com os menores.
    Beijos querida e parabéns pelo blog!

  9. Oie,

    Tive o maior “pau” com a tia na reunião incial da escolinha da minha filha, justamente por causa disto, eu acho que minha filha está atrasada, isto é uma loucura… eu tb achei que atrasaram ela p/ que eu pague um ano a mais. É obvio que esta lei beneficiou as escolas, e os pais tem que ficar em cima disto mesmo… eu tenho reunião marcada com o diretor pra semana que vem p/ tentar resolver isto. Eles me fizeram me sentir mal, alegando que “será que vc acha que ela é um genio”…fiquei muito irritada, é muito claro que ela é muito mais avançada pra sala q ela está, não é coisa de mãe babona…é visivel affff
    Otimo post.
    bjo

  10. Alê ,bom ter notícias tua.
    Minha filha tem 4 aninhos e aqui só(caiu o acento?) rs rs pode começar o jardim com 5 anos ,esse ano vou começar me informar ,porque sou muito exigente quando se trata do futuro da minha filha…

  11. Dani

    Menina agora que eu fiquei com a pulga atras da orelha quem vai me socorrer??? Minha filha vai completar 5 anos mes que vem ai ela está no Jardim II ta certo ?? Ou ela tinha que fazer essa tal fase 2 do pré?? To entendo mais nada minha 1 reunião na escola é hoje vou me informar direitinho mas se alguem mais souber de alguma coisa se ta certo ou não me fala … POst 100%

  12. Hoje sou do contra.
    Não sou professora e tão pouco psicopedagoga, mas tenho uma filha adolescente adiantada um ano na escola e por isso frequento muito as clínicas de psicopedagogos e psicólogos.
    E por conta desta experiência posso afirmar com todas as letras: os pais não tem conhecimento suficiente (salvo os profissionais) para avaliar a maturidade de uma criança. E na dúvida SEMPRE é melhor atrasar um ano.
    A falta de maturidade será percebida lá na frente, a partir da sexta e sétima série, quando a criança não tem condições físicas e psicológicas de acompanhar a escola!!
    Eu não quis atrasar minha filha porque “achei” que ela daria conta, afinal de contas sempre foi muito inteligente, madura, etc e tal…
    Me arrependo amargamente e estamos todos enfrentando muitas dificuldades para remediar esta situação. Sem falar no custo do acompanhamento psicopedagogo e psicológico. É muuuuito mais caro do que um ano a mais de escola, disso tenham certeza.
    E não me aprece saudável um adolescente fazer vestibular aos 16/17 anos!!!!!!!!!
    Se vcs não confiam na escola em que seus filhos estudam, por favor tirem eles de lá e encontrem outra escola digna de confiança. Mas, antes de mais nada acreditem na avaliação dos pedagogos da escola, são eles os profissionais capacitados a determinar se nossos filhos estão ou não aptos ao 1o ano.
    No mais, o atual primeiro ano não é apenas uma cópia do pré antigo. Existem diferenças importantes que devem ser compreendidas para que se tome a decisão de que seu filho deve continuar mesmo sem maturidade para tanto.
    Beijos
    Lu

  13. Vou falar da outra extremidade deste caso. Sou professora da UFRJ e dou aula para medicina, nutricao e enfermagem (primeiro periodo). Gente… o que eu vejo de alunos imaturos chegando na faculdade nao e mole. Tambem nao acho um bichao de sete cabecas atrasar as criancas um ano (se e que isto acontece), afinal de contas, quando eles chegam la na epoca da faculdade com apenas 18 anos, eu acho todos eles imaturos. Acho uma covardia fazer um adolescente de 15-16 anos ja escolher qual sera a carreira dele (ele tem que se preparar para o vestibular, ne?!). Sera que eles tem maturidade pra isso? O que voces acham?

  14. Lenita

    Oi, Ale. Saudades. Em princípio concordo com você, pois sei de muitas escolinhas que vão querer levar a coisa na “lei de Gérson”.
    Cada mãe que abra bem os olhos. Nem que seja intuitivamente, sabemos quando a criança está ou não madura para acompanhar a turma.
    Falo de cátedra, pois já estive do lado de lá, lecionando para crianças sem a maturidade adequada para a série que frequentavam.
    E já estive do lado de cá, quando meu filho “pulou” um ano, justamente nessa fase de Jardim I e Jardim II. Nunca me deu problemas.
    Ao terminar o colegial, com 16 anos, em conjunto concluímos que seria melhor fazer um curso, e aguardar para ver qual vestibular iria prestar.
    Hoje, com 22 anos, ele tem dois diplomas, de Técnico e de Tecnólogo e está terminando a faculdade.
    E concordo com você quando afirma ” não acredite cegamente em tudo o que a escola disser”.
    Mas isso, já é uma outra história…
    Bjs

  15. Ana Paula

    Olha, o que me espanta na educação – sou professora e estudo sobre o assunto desde os 15 anos – é ver como os políticos abusam de uma coisa tão séria. Muitas coisas mudam apenas pela política.

    Na realidade, o Ensino Fundamental de 9 anos foi criado pra garantir a pré escola pra mtos alunos que não tinham acesso a isso. Na verdade deveria ser uma pequena mudança, mas mtas escolas encararam isso sei-lá-como, e decidiram, por exemplo, que as crianças deveriam aprender a ler mais cedo. Pra algumas, isso é uma violência.

    Minha filha, por exemplo, estuda numa escola particular que simplesmente adiantou as matérias em um ano! Então, o que ela deveria estar vendo o ano que vem, na antiga 3ª série (com 9 anos) ela está vendo agora, no que chamam de 3º ano. Ás vezes ela tem facilidade e não sofre, mas às vezes ela sofre pra aprender e eu percebo que ela não tem maturidade pra aquilo…. Cada um tem seu próprio desenvolvimento, e não deve ser taxado.

    Não deixem que façam isso com seu filho! Alguém, em algum momento, vai querer fazer isso, pode acreditar. Como professora, fico triste com essa situação, e sei que temos que ter mto cuidado com o que dizemos e fazemos com as crianças, pq o que aprendem agora, elas levam pra vida….

  16. Ah, e essa data aí em escolas públicas é da lei. Pra entrar no antigo pré as crianças precisam completar 6 anos até o último dia do mês de junho do ano corrente. Em escolas particulares, geralmente eles abrem brechas conforme o desenvolvimento das crianças….

  17. Fabiana

    a lei está ai e deve ser aplicada….

    eu fiquei puta literalmente falando num primeiro momento mas…

    ponto a favor da lei ao meu ver: primeira série são outras responsabilidades, não é brincadeira e muitas vezes é um absurdo jogar uma criança de 5 anos que tem que aprender brincando e de forma lúdica, nas cobranças inerentes a esta série…

    ponto contra: meu filho está na escola desde os 18 meses e na mesma salinha, só ele e mais uma menina estão fora da lei…cabe a mim decidir se tentarei matricular ele numa primeira série com idade incompatível (consultei a secretaria da educação e a delegacia de educação regional) e não é sacanagem da escola, é lei e ponto final inclusive os diretores podem ser penalizados se perpetuarem um aluno nestas condições…eu acho mais saudável, se tiver que refazer, que se refaça o jardim I porque no II toda salinha estará no clima de formaturinha no fim do ano e meu filho não…

    até uns dias atrás eu estava disposta a manter a continuidade através de liminar, ação o que fosse, hoje passado o susto…já não tenho mais esta certeza…ele é de agosto, bem no final.

  18. Concordo com vc em tudo.Fui professora durante 32 anos, do Ensino Fundamental, em colégio particular, de grande porte, com cças de primeira série. hj segunda. Como mãe, avó e professora creio que vc tem que seguir tudo que vc acha e acredita e coloque a boca no trombone se for preciso.Veja o que é bom pro seu filho já que vc o segue em seus estudos e o orienta corretamente.
    Há certas coisas que realmente não dá pra engolir .
    Vou comentar com minha irmã que é supervisora do estado – SP sobre esse assunto e torno a conversar sobre com vc…bjs e a luta por seus direitos

  19. kátia soares

    Meu filho tem 5 anos e está no jardim II, ele vai fazer 6 anos dia 10 dez 2009 ele pode cursar o 1 ano este ano e já o 2 ano ano que vem? obrigada

  20. Janaina

    Eu tbm tô em pânico. Meu filho faz anos em agosto e como mudaram as regras falaram que ele vai ter que repetir um ano. Mas eu não aceito. não acho legal filho ser adiantado . Questionei a direção da escola quando ele entrou. Só que acho que na época, eles acertaram pois meu pequeno é super feliz e adaptado na escola. Sou de outro estado e os vinculos que criamos foram com os amigos que estudam com ele desde pequenininho. E agora por uma lei querem mudar tudo? Eu to bem desconfiada dessa historia. Alguêm pode me ajudar?

  21. Na escola particular que minha neta de 9 anos frequenta, tem fama de ótima escola, as notas dela sempre são boas, 9 e 8, mas qdo ela escreve, verifica-se erros significatívos, troca o g pelo j, o s pelo ç e assim por diante.
    Deve-se tomar providências em relação ás professoras?

    Continuando… A outra neta de 4 anos, já está na escolinha da mesma escola desde os 2 anos, dependendo do sistema da escola, não poderemos interferir a “hora”certa ” para que ela inicie o principal do ENSINO FUNDAMENTAL. OQUE DEVEMOS FAZER?

    AGRADECIDA, GERFA

  22. Nina

    Olá!
    Estou bem confusa sobre esse assunto e preocupada!
    Minha filha de 5 anos (completados e Jan.) estuda numa Escolinha Infantil Particular.
    Cursando o Infantil II, de repente a transferiram para a turminha do Pré, junto com mais uns coleguinhas que completariam 5 anos até o meio deste ano (mas só por questão de número de alunos por série).
    Mas dizem que o ano que vem sim, que realmente ela fará o tal “Pré”, que corresponde ao atual 1º ano (nomenclatura usada nas Escolas que possuem o Ensino Fundamental). Afirma a direção da escolinha que o conteúdo é o mesmo, só muda o nome (seu Pré = 1º ano Fundamental=Alfabetização)!
    A minha preocupação maior é: Se ela continuar nesta escolinha até o ano que vem, 2010 (cursando o tal “Pré”), quando eu transferi-la para uma Escola maior ela cursará direto o 2º ano, do atual Ens. Fundamental?! E, antes de mais nada: Ela está cursando o ano certo ou está atrasada (com relação a sua idade)? Porque pelos comentários aqui postados, fiquei com a pulga atrás da orelha!…

  23. andrea

    É a 1ª vez que vejo seu blog. Gostei muito do seu texto e seus questionamentos. Pena que não entrei na discussão na época, mas resolvi postar um comentário porque vivo a situação inversa. Eu não deixei a escola adiantar minha filha que faz aniversário em junho.
    Fiquei pensando na atitude das escolas particulares em convencer os pais a adiantarem seus filhos na escola.
    Quando são mais velhos , para o jovem é uma frustação não saber o que quer, não passar no vestibular, porque a própria escola e a sociedade como um todo cobra isso dele. Nem todos vão fazer outro curso , viajar e outras coisinhas mais.
    Se podemos possibilitar nossos filhos chegarem a idade correta a sua escolarização que seria aos 18 anos, porque adiantar vivências antes da hora?
    Eu tenho em casa duas irmãs que concluiram o ensino médio com 17 anos e meio e todas duas já estão até formadas em suas graduações, nunca tiveram problemas educativos (notas) mas tantos problemas emocionais mal resolvidos… Acho que essa idade influenciou tanto. Mais uma coisinha , estavamos fazendo uma pesquisa numa escola e precisavamos das 30 crianças mais novas do educandário que só atendia Ensino Fundamental. Qual não foi nossa surpresa quando separamos as crianças mais novinhas e a maioria delas tinham problemas na escola: mais dificuldade em grafar e reconhecer as letras, a firmeza ao desenhar e colorir, falta de maturidade para resolver os conflitos …
    Não sei não mas estamos no ano de 2010, pense bem se vai mesmo adiantar seu filhote.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s