Alternativas à crise

curri1Pessôs, como sou  uma jovem executiva da Revista Você S/A já comecei elaborar meu plano B (e plano C) caso eu tenha que mudar de profissão por causa da crise.

Aproveito esse post para, ao descrever minhas habilidades, “enfeitar o pavão”.  Assim, já vou treinando o uso de adjetivos mentirosos e escabrosos para usar nos meus novos currículos.

Como mencionado no post anterior, eu fiz datilografia em mil novencentos e bolinhas mofadas, o que me conferiu extrema agilidade. Sou capaz de digitar rapidex, uma coisa realmente the flash. Por enquanto, só realizo tal proeza  quebrando tudo no MSN e sendo a mais rápida respondedora de mensagens de todo o oeste (sudeste, no meu caso).

Portanto, posso pleitear um cargo de Digitadora, se é que alguém ainda pode ser dar ao luxo de ter essa profissional ao lado. Talvez possa mandar meu currículo pra um escritor meio caído e cansado, que não tenha se adptado à novíssima tecnologia do Word (oi?).

Minha outra habilidade é natural, não fui treinada pra isso, e advém do fato de eu ter tomado chá de bússula na infância. Eu explico. Sou um ser localizado, sei onde estou e sei ir pra qualquer lugar (quase). Conheço São Paulo e mesmo que eu não conheça exatamente a ruazinha que devo chegar não peço informação nem pra ganhar dinheiro. Odeio. Assim, posso ser taxista ou motorista particular. Garanto que não nos perderemos. Ou que pelo menos meu passageiro não perceberá.

Anúncios

18 comentários sobre “Alternativas à crise

  1. Jane, você é impagável ! Também me encaixo nestas duas profissões. Vamos disputar o mercado haha

    Muito obrigada pelo comment que me deixou tempos atrás (da nova bebê). Se anima aí para ter outro : )

    Abs

  2. putz, se eu dependesse dessas duas profissões, tava fu#d#d#!!

    digito com 2 dedos, e me perco em qualquer, eu disse QUALQUER cidade p/ onde eu vá, tenha ela 2 ou 2 milhões de ruas. chego ao requinte de passar por um lugar e dizer: “já me perdi por aqui…”

  3. cara.. no chá de bússola tive que ler várias vezes pois minha mente poluída insistia em entender outra coisa e frase perdia o sentido!!! hauhauahuahuahauh
    quanto a digitar rápido.. eu tb digito! 😀 bora abrir uma agência de digitadoras para escritores “analfabetos digitais”?
    e quanto a se achar em qq canto.. quanto vc cobra pra ser Guia????
    rola um city tour?
    Kissesssssssssssss

  4. Isso sim que é uma mulher multifuncional!!

    Eu já digitei bem rapidinho, hoje estou ‘marronmeno’ e se existe chá de bussóla me manda a receita porque sou capaz de me perder dentro do meu guarda-roupa (que é minímo diga-se de passagem…) :s

    Beijos Jane

  5. luciana

    Dá para digitar rápido com dedos curtos? Seria melhor, nesse caso,deixar crescerem as unhas?

    Você odeia perguntar??? Lá no teu lar chiquérrimo quem pergunta é o Alê???

    Desvendando mstérios… minha profissão, para a crise é detetive!!!!

  6. Caracoles!!!
    Ultimamente tenho pensado muito nisso, mas quem está em crise mesmo sou eu. Não sei o que quero, mas sei que não quero ser compradora para o resto da vida.
    E nem posso elaborar meu curriculo, pq não sei o que quero fazer quando mandar toda essa merda pelos ares. Pronto, falei!!!
    Bjs

  7. Jane, Vc é muuuito engraçada…eu não teria metade dessas habilidades para pleitear nenhum empregos desses…rsrsrs
    Sou completamente perdida, sem direção mesmo…digito com 2 dedinhos e nem preciso falar mais nada…rsrsrsr

    E também não acredito na crise…XÔ crise!!!

    Vamos pensar positivo, porque até agora ela não me pegou…se vc quiser pode vender aromas…por aqui tá tudo como antes!!!
    Bjs e sorte!

  8. Eu ja desconfiava que voce era do tipo que nao se perdia, pois gosta de dirigir, e’ engenheira e tem raciocinio espacial apurado. Tambem ‘e mulher-alpha, empreendedora. Eu tenho o cerebro maomeno masculino (tenho lideranca e autoconfianca) e maomeno feminino (falo/escrevo/leio muitas linguas e faco diversas coisas ao mesmo tempo). Faca o teste da revista Epoca para verificar seu tipo de cerebro ja !

  9. Daniela

    Oi, primeira vez que visito seu blog…E simplismente adorei!
    Sou tão péssima escritora que tento inspirar-me no bloguesito dos outros!Não sei se isto a conforta, mas eu também fiz datilografia em um destes anos que terminam com 5!
    Parabéns, vou add nos favoritos seu endereço!

  10. Dani

    Vamos fazer o concurso da datiligrafia?…rs

    Pelo menos minha última prova na escola era jsutamente velocidade x erros e com o teclado colado com uma folha de papel para vc datilografar sem ver as teclas. Hj tb sei q tal esforço valeu…rs

    Mas estamos velhas…rs

    Bjs

  11. Quer me ajudar aqui em Brasília? Até hje eu ligo perguntando como é que se faz pra ir pro Shopping, hehe.
    Um desastre!

    Qto a digitação, tb posso me gabar: mesmo só com a mão esquerda, estou me virando super bem. 🙂 ou melhor: rapidex!

  12. Huahuahauha Gêmela, eu cato milho super bem!

    Mas na outra profissão eu abro concorrência procê, já tenho até experiência! Rodri até me deu o singelo apelido de “Rê da praça” e dizia que eu fazia ponto no banco Chase (lê-se xáse). Mas hoje em dia com GPS nem maridex se perde mais nem no bairro “Dias de Jogos” aqui em Sampa. Manja onde fica…ali perto do Morumbi hehehe

    Beijos!

  13. Poxa, vamos ter q lutar pelo mesmo emprego, mas como não moro em sampa, tá já é seu. Também fiz datilografia e digamos assim, ninguem me segura no msn e nas respotas dos blogs,kkkkkk e tá foi ne mil novencentos e bolinha elas ainda não eram mofadas ate porq tenho apenas 2.3,cof cof.kkkkkk! Já a 2 opção deixo só pra vc, naõ sei nome de rua e me perco fácil, fácil….bjocasssssssssssssss e manda a crise pra pqp.

  14. Erika

    Querida, também fiz datilografia, com a Dona Julita, quando eu tinha uns 12 ou 13 anos. A sala com as máquinas ficava ao lado da sorveteria dela, então, eu tomava sorvete e datilografava textos tirados de livros didáticos de Língua Portuguesa. Mas acho você tão talentosa e orientada… jamais vai precisar “enfeitar o pavão” em currículos! Se tudo der errado, escreva um livro e vai ser um best seller!

  15. Pingback: Eu vim com GPS de fábrica « Mulheres (Im) Possíveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s