Confissões de um homem de alma e mente gordas (o corpo nem tanto)

Magros e gordos,
após um breve recesso criativo de posts vi o manifesto da Jane satisfazendo a curiosidade geral acerca de sua tara vegetariana.
Fiquei chocado… embasbacado… impressionado…  e vários ‘ados’ a mais.

Por que ??   Bem.. tenho medo que vcs adotem o cardápio ecológico em casa.
Convenhamos…  exceto os maridos saradões e ‘zens‘, os demais (como eu), PRECISAM de ‘sustança’.
Pode ser uma carninha… um frango assado e brilhante (de tanto óleo)…  uma lasanha com aqueles fios de queijo igual a comercial de pizzaria…

Concordo que comer produtos hortifruti é algo saudável.
Além disso, acho que é super ‘in’. Diquinha: se estiver em um restaurante e pedir apenas uma saladinha todos vão comentar sobre a a sua preocupação alimentar e vc ainda pode fazer um discurso ecológico (tá super na moda isso, né?).
Mas…  infelizmente todo mundo que me conhece não vai acreditar nesse personagem.

Não vou dizer que sou anti salada porque não seria verdade.
Acho super bacana um prato colorido.
Sei lá se isso é coisa de doido mas acho legal vc colocar umas folhinhas alface bem verde, junto com duas fatias de tomate vermelhão, uns mini-milho (sabem o que é isso, né?), umas rodelinhas de pepino japonês e cenoura crua bem raladinha.
Fica ainda melhor após regar com um molho composto de mostarda, uma dose de azeite, sal e um pouco d’água.

Pois é…  parece que sou adepto ‘Janescreide Living Style’, né ?
Quase…

Eu acho que se a etiqueta sempre chamou a salada de ‘entrada’, nós temos que passear pelo resto da refeição.
Passo pela entrada.
Dou uma chegadinha no arroz, feijão e a carne assada (que vou denominar ‘sala de estar’).
Por fim, vou para o ‘quintal’ (onde só tem alegria) e pego um naco de qualquer chocolate que encontrar (pode ser um doce, uma barra, um sorvete ou até mesmo aquele resto granulado de chocolate que sobrou na geladeira na última vez que fizeram bolo).
Depois de toda esse tour, vou parar o quarto (sem analogias) e deito na cama como se fosse um leão após ter devorado um alce.

Sim… eu sei que é por isso que eu não perco a minha pochete (vulgo ‘barriga’).
Mas, cá entre nós, como tudo na vida, para que vcs, mulheres, tenham o Rei da Floresta em casa, existem alguns preços a pagar.

Minha mãe sempre me disse que remédio se fosse bom, seria vendido na Kopenhagen.
Seguindo a lógica ‘Janística’ de que folha é bom, fui à Kopenhagen.
Fiquei triste…
Eles não vendem alface.
Então, pra não sair de mãos vazias, comprei uma Nhá Benta.

Mas, enfim…  a revista Veja desta semana tem uma reportagem muito interessante sobre alimentação saudável.
Veredito:  A Jane tá certa !!!

Essa semana vou comer muito mato !!  🙂

Anúncios

14 comentários sobre “Confissões de um homem de alma e mente gordas (o corpo nem tanto)

  1. Jane Murback

    Tara vegetariana?
    Isso não vai pegar bem …. 😀
    Insônia, suas imagens são as mais top top de todas. O “zen” (Nerd) é totalmente apaixonante!

  2. Mr. Impossible, 80% certo. Saco vazio não para em pe. Eu sou uma mulher-peão que necessita sustância pra trabalhar (muito) dentro e fora de casa. Da-lhe carne, pão preto, um vinho tinto, massas integrais. Quem decide cortar ou reduzir muito os carboidratos (acucar de cadeia longa) acaba pirando, fica irritado e enfia o pe na jaca em algum momento no futuro. Corte sim as sobremesas, refrigerantes, salgadinhos de pacote, álcool e reduza o pão branco que o senhor fica 100% enxuto e certo.
    P.S.: não e’ pochete, e’ calo sexual mesmo.

  3. Lúcia Soares

    Ah, Sr.I, como o entendo!
    (Não é que eu tenha comido um “entendo”. É que entendo muito bem o que você escreveu! Eu e a torcida do …- qualquer time grande – ).

  4. Jane merece os parabens por adotar tal dieta saudavel, mas como ela mesmo disse: ela nasceu assim, cresceu assim, e’ assim. Para o restante da populacao e’ BEM diferente !
    E la em casa nao falta a carne, o frango a lasanha, ou as sobremesas…tudo balanceado com a saladinha, e’ claro !

  5. Dani

    A algum tempo estou na dieta de matinhos assim , aqueles inovencivos mas me tira de perto do quintal pois sou doçolatra me segura!!!
    A D O R E I o post muito bom e o Sr Insonia volta com tudo beijo

  6. Que fascinação é essa pelo mundo folhistico família veggie?? Sou fã da dieta saudável mas não dispenso percorrer todos os ambientes da casa. Uma maça ao invés de uma nhá benta? Será que existe doido pra essa escolha difícil? Beijão da Carol

  7. Daniela

    Concordo com Anita!!! Também sou “peona” amo prato, cheio de arroz e feijão, até como salada mas por ser saudavel não pq eu goste….Mas eu dava tudo para ser como Jane! Queria uma pele de pessego que só mulheres phena tem, graças a começão de mato!!!!

    bjs

  8. Oh Insônia, não preocupa não! estas mara dietas duram pouco, eu sei já fiz! daí tu liga a tv prá ver um filme prá dissipar a tua gana de comer um boi assado, daí que no filme sempre tem um p#@#que aparece comendo uma mega pizza, ou uma que foi largada, tá na fossa, se deita no sofá chorando e comendo um pote inteiro de sorvete(que inveja)!
    Os meus filhos tem a solução para os teus problemas- tem que comer um prato super colorido? Simples enche o prato MM ou confeti(comestível, é claro)
    bjs

  9. Oi Sr Insonia..

    Ae pq nao vai ao cha de baby Angelo da Lu?
    Até a Jane ta ai em Belem pra ir tb,
    Ai seria massa de mais pra gente ver uma foto do Sr Insonia,
    Jane e Lu Brasil
    Imagine!!!! Uhurruuuuuu!
    Pense nisso!
    Beijos

    Eminha

  10. P.S. Cake ;)

    uiuiui…convivendo com pessoas que fazem “reeducação alimentar” me ocorre a pergunta: “que passa com essa m. de sociedade que chama castração alimentar de reeducação?”, ás favas com a tentativa de controle da matrix, vamos celebrar a mesa farta! quem sabe compramos um terreninho coletivo no mato e fazemos um trabalho prá não perder o contato com nossa mãe natureza. Quem trabalha perto da fonte sabe…acho que é aí que perdemos o foco e pegamos a estrada na direção contrária…cansei da gastronomia politicamente correta. Vamos celebrar o que mantem a vida e procurar o essencial. A mesa ficou muito complicada nos tempos modernos. Felicidades gastronômicas,
    Patricia

  11. Olá, cheguei hoje aqui no blog. adorando!!! Eu li a Revista Veja! Caramba, dá uma super culpa quando você lê, pensei em todas as vezes que fui na Mac na hora da fome (tem um no meu quarteirão, quase esquina) e comi muito e bem! hahah A ideia é ser feliz comendo o que gosta de vez em quando, equilibrar tudo de segunda a sexta e se dar um premio no fds! Continuo achando dificil!

    Bjus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s