Longas noites

insO especialista em noites sem sono não sou eu, inclusive eu divulgo aos quatro ventos que sou boa de cama. Dormir não era um problema pra mim, aliás, até era, porque eu era  do tipo que dormia em pé.

Mas algo mudou. Seria a proximidade dos 35 anos (com corpinho de 33, aquele papo todo…) ? Seria crise hormonal ? Ansiedade ? Dor do crescimento (pros lados) ?

Não sei a resposta.

Sei que toda noite acordo e demoro umas duas horas pra voltar a dormir. Enquanto isso, ouço cada tic tac do relógio do vizinho, o barulho da água das descargas alheias, os feirantes montando a feira de quinta, os cachorros e, finalmente, os galos.

<Eu não moro numa zona rural, nem na fazenda do Cocoricó, mas tem um galo lá por perto, juro que tem>

Já pensei em tomar Plasil (não apoio auto-medicação, esclareço, não tentem fazer isso em casa) mas tenho medo de capotar e ficar moribunda no dia seguinte, o que na verdade tem acontecido do mesmo jeito.

A alternativa mais viável seria ler meu livro, mas estou economizando. Não quero que ele acabe nunca mais.

Contei que estou lendo O amor nos tempos do cólera, né? E que estou apaixonada e que talvez esse seja o mais novo livro da minha vida, contei?

Vai ver é por isso que ando perdendo o sono.

Anúncios

25 comentários sobre “Longas noites

  1. Jane Carvalho

    Nunca vi ninguém economizar livro…. eu sou devoradora. E já li esse.. quer saber como termina? rsss 😉
    Fizeram o filme, Jane. Com o Javier Bardem. Confesso que fiquei na torcida do contra.
    Voltando à economia, creio que entendo. Estou num processo similar com a série ‘House, M.D.’. Não quero ficar sem o Dr. House, estou assistindo aos ‘tiquinhos’…
    Mas ainda não perdi o sono. Será que chego nesse ponto? .. :O

  2. Juliana

    Quero ler esse livro!
    Já nem precisa me dizer se é bom pq ele está tirando o seu sono!

    A propósito, vc já tomou um chazinho de camomila antes de dormir…isso não é auto-medicação, ok?!rsrs

    Bjocas,

  3. Quando eu li A Cidade do SOl eu tive os mesmos “sintomas” que os seus…total falta de sono…mas, ao contrário de você, eu acordava e ficava lendo o livro..devorando-o, palavra por palavra. É uma história tao triste e tão…tão…tão…marcante.

    O amor nos tempos do cólera eu so vi o flme, e achei tão lindo que imagino o quão gostoso deve ser ler este livro. Tem livros que eu realmente não queria que terminassem nunca!
    Beijos

  4. Gilvânia

    pode tomar plasil, o efeito so dura pra noite mesmo, tenho serios problemas pra dormir qudo estou com problemas… antigamente tomava lexotan(com receita medica), so que o sono é horroroso, a gente dorme so que não sei porque não descansa… o plasil é bem melhor.
    bjs

  5. Patrícia Albernaz

    Que alívio: Então não sou só eu 😉 Grazadêus que tem mais gente assim! Tô lendo “A distância entre nós”/Thrity Umrigar e a estória já me dominou por completo! E aí fica o drama, pq eu quero (PRECISO!) continuar lendo mas a cada página me aproximo mais e mais do final… Dica p/ soninho tôtôso: leite morninho com baunilha e adoçante, já que vc é moça phyna no duplo sentido! Beijinhos, boa leitura e bom sono!

  6. daniela

    To lendo Casório?! E tenhoperdido o sono! Creio que seja a tal adrenalina do livro…Mas toma um dorflex junto com chazinho de cidreira ou capim santo, que é um santo remédio (digo um noite só) não vai se viciar!

  7. Ô Jane,

    e depois de ter filho vc conseguia dormir a noite inteira, sem perder nem um tiquinho de sono?

    Eu sempre tive problemas pra dormir e depois do Minicoleguinha até piorei um pouco. Toma plasil, não… vê uma remédio mais natural, tipo valeriana. Comigo funcionou um pouco.

    bêê tóó

  8. ô querida… sabe que quando estou numa semana assim [são os hormônios, os hormônios!!!!!!!!!!!!] eu não abro mão de um dramin b6… pelo menos pra mim é batata, em meia hora tô capotando na cama… experimenta… e eu que nunca tinha ouvido por aí que plasil dá sono!! é vivendo e prendendo!!

    beijos e bons sonhos com seu super livro!!!

  9. hahahaha…Jane, concordo com a Gisley… será que nao é fome mesmo não???? acontece comigo tambem pq depois das 6 eu só como saladas e frutas…. e acordo de noite e fico algumas horas sem conseguir dormir de novo, as vezes levanto e tomo um leitinho com biscoito e o sono vem rapidinho….
    Nao tenho conseguido ler….vou aproveitar minhas férias no braza e comprar alguns pra trazer e vou voltar as minhas leituras….
    Bjs
    Márcia

  10. Falta de carboidratos, filho pequeno. muita atividade mental, preocupacao com a crise, febre suina, e o efeito maligno da gravidade sobre o corpo enxuto, sarado, magro e flexivel.

  11. Nana Pereira

    Isso é ansiedade, não tem jeito, as vezes a gente acha que tá tudo bem, mas a cabecinha da gente diz “ahhh não tá nao” e ai “não vamos dormir não, vamos resolver logo isso!!”.
    Toma uma Maracujina que é natural e relexa.
    Eu tb tenho essa coisa com livros, quando gosto muito fico lendo de pouquinho para não acabar e quando acaba eu sooooofro, tenho saudades dos personagens, fico lembrando de trechos do livro… ô carência!

  12. Eu fico tão feliz que dividimos o mesmo livro como livro da vida!
    Esse já é meu livro há muiiiiitos anos. E tenho boas histórias com ele. Agora não quero acabar também. Estou economizando há meses. Toda noite leio 4 ou 5 páginas.

    Quanto a dormir, eu tento às vezes dramin. Mas eu sou capaz de dormir apoiando o queixo nas mãos em frente a uma planilha imensa aqui no trabalho no dia seguinte. Então, só em casos extremos, e tomado lá pelas 20h… Pra acordar às 8.30h.

    Resfenol também ajuda, e é mais leve.

    Olcadil é ótimo e mais levinho, mas acho que é controlado.

    Tem outras soluções também, mas que exigem a intervenção de terceiros especialistas. 😉

    Beijo com saudade!
    (apertado de costura por aqui)

  13. Isso está com cara de ansiedade, sabia?Sério!As vezes eu me acho super calma, sem nenhuma preocupação, mas como feito louca e não durmo direito, é ansiedade. Ou então a senhorita está ralando tanto que na hora do corpo repousar , não consegue ,sabe, de tanta adrenalina!
    Tome um chazinho de erva cidreira bem quentinho antes de dormir e peça ao maridão para lhe fazer um cafuné, quero ver se vc não vai dormir!
    beijos!!!!

  14. Receita para dormir rapidinho: chamar a filharada( sabe que tenho 3 homens, né?) e o maridão, para assistir um filme tipicamente masculino. Tipo assim: Arnold Schwarzenegger, em “O exterminador do Futuro”. Enquanto as balas disparam a mil por hora na TV, você dispara no sono!
    Não sei pra você, mas pra mim, é batata:
    Filme de ação=inação completa, pra mim.

  15. oh Jane aqui não tem google friends não!
    Eu quero te adicionar no me blog – como tua seguidora, mas escrevo o nome do teu blog e eles escrevem um monte de coisass lá que absurdo eles deveriam aceitar de qualquer jeito!
    como escrevo corretamente para estas criaturas aceitarem o teu blog ?
    bjs

  16. Pingback: Não aprendi dizer adeus… « Mulheres (Im) Possíveis

  17. Hahaha, Jane!

    Perto da minha casa também tem um galo, mas pós-moderno. Com ele não tem tempo ruim, não, canta toda hora do dia e da noite.

    Galo antenado com os acontecimentos do mundo, sabe que hoje em dia não existe mais esse negócio de hora de dormir e hora de acordar.

    Beijos e sucesso!!!

  18. Pingback: Lu Brasil.Net » Arquivo do Site » Um coração na caixa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s