Agrade sempre

satisfAgrade.

Esta regra me persegue, e a vocês?

Só que as vezes agradar alguém é tão simples. Minha mãe me falou que ama quando eu peço pra ela me fazer uma comida. Isso que eu costumo pedir xuxu refogado, arroz de forno ou um franguinho. Também peço bife de fígado acebolado, desvio de conduta meu que só mãe mesmo pra entender e atender.

E por que então não peço sempre, já que o agrade sempre me persegue?

Vai ver é porque junto com essa regra, outra pese tanto quanto: não explorar minha mãe.

Só que isso pra ela não é exploração, é agrado.

Ai que vida complexa!

Afinal, quem veio primeiro, o ovo ou a galinha? E Tostines? Vende mais porque está sempre fresq … bom vocês já sabem.

Agora dei pra pensar…. (sem trocadilhos, perfavore).

Anúncios

17 comentários sobre “Agrade sempre

  1. Ai Janoca… voce me fez lembra da minha mãe… que engraçado…gostamos das mesmas comidas…figado acebolado, xuxu cozido…e esses só a minha mãe sabe fazer pra mim…abusei dela quando estava ai…mas ela amava quando eu pedia alguma coisa…eu fui chegando e ela foi fazendo doce de abóbora….ai…quer saber Janoca? não sinta como se fosse exploraçao nao… elas amam quando pedimos…
    Bjs
    Marcia

  2. ai, eu amo bife de fígado acebolado, e só minha mãe sabe fazer do jeito que eu gosto… ela faz um franguinho também, que vou te contar, viu!
    semana passada ela veio aqui e fez. acho que ela gosta disso também. faz com prazer minhas panquequinhas sem recheio, meus bolinhos de chuva…

    mas eu também gosto de fazer as comidas que agradam aos meus filhos, e olha que eles comem aqui todos os dias!

    bj

  3. Vim aqui, ver o que andava aprontando e, pasmem! Não é que ela ( a Jane!) anda “pensando”, “mermo”?!
    Detalhe: ela começa, filosofando sobre intestino preso, plano desentupidor tabajara e…já sabem, no que isso de pensar, vai parar, né?…
    ( Brincadeirinha, vai! ) Eu gosto quando você pensa, embora isto seja igual à pororoca: evento extraordinário, pra se filmar e registrar! Por isso, você o faz por aqui.
    ( Na categoria “bate-e-assopra”: mil perdões! Eu amo ler as suas “abobrinhas”! Ops! desculpa, novamente!)
    Agora, pra fechar com chave de ouro, morda-se de inveja, porque eu vou pra Belém em dezembro( uêba!), ser paparicada pela mãe. Tirarei a barriga da miséria e me entupirei de: açaí, sorvete da Cairú, tapioca, bombom de cupuaçu…( Acho que preciso entrar num regime, desde já!)
    Abraço!

  4. faz algums semanas que ando espiando seu blog. não sei como cheguei até ele, mas também nunca sei como acabo chegando em muitos lugares.

    eu moro em taiwan, e vou ao brasil a cada 6 meses e aí minha mãe, que sempre diz que eu desagrado profundamente quando eu quero agradar, sempre pergunta o que eu quero comer. eu falo com o maior tesão no estomago e pra minha surpresa o menu é sempre outro.
    é muito engraçado!!

    inté!

  5. Ah, minha mãe faz um repolho cozido que vc devia experimentar, tenho certeza que vc não ia ficar com dor na consciência de explorá-la e pedir mais, rssssssssssss.

    Ah, como de costume hoje lá no Mundinho tem entrevista especial. Passa lá.

    Um ótimo final de semana.

  6. Essa coisa de agradar me persegue tb, mas eu sofro com isso (pq eu sou “over” e sofro com tudo), pq eu quero agradar todo mundo e sempre. Já viu no que dá, né?
    Mas com mãe pode… eu acho que mãe de filho adulto tem uma coisa de se achar “dispensável” e qnd a gente pede ajuda ou alguma coisa que só ela sabe fazer é felicidade geral da nação instantânea.
    Pede que a sua mãe vai adorar atendê-la!
    Beijos.

  7. daniela

    Amo a lazanha da minha mãe, ou um prato com arroz e macarrão uruguaio que ela faz (mega calórico), não peço!
    Tenho medo que ela canse ou ela gaste, assim como uma peça que usamos toda hora e ocorre um desgaste, tenho medo de usar mamadi para fazer qualquer coisa para mim, que conserva-la!!!Peloamor de Deus me interna!!!

  8. E eu que acha que era a única pessoa no mundo que gostava de bife acebolado, rsrs.
    Beijocas
    P.S. Tb. sofro dessa síndrome de querer agradar e de me culpar horrores se magoo alguém…..affi.

  9. Lúcia Soares

    Jane, mãe que gosta de cozinhar não se sente explorada nunca. É um prazer. Não gosto de cozinha, mas faço sempre que necessário. (fins de semana, por ex., chegada de filhos de viagem (dois moram longe), essas coisas. Gostar não gosto (da cozinha) mas pra eles tudo vale. E faço uma costelinha ou um frango…hummm… Deliciosos!
    Sabe o que não consigo fazer bem? Macarronada! É, não sei!
    Mas um macarrão ao alho e óleo, ou aquele com bacon e oquemaisquisercolocar , faço bem!
    Enfim, não se sinta exploradora. Tenho certeza de que sua mãe ama lhe agradar. Bj

  10. São mil e uma maneiras de (preparar Nest…) ser gentil, de agradar, não é mesmo? Pra me agradar não adianta perguntar antes (vc quer que segure suas sacolas de compras que tão qse arrebentando?) ou avisar que gostaria de dar o presente x ou y (nossa, eu pensei em te dar isso de presente…e nunca dá). É simplesmente fazer!

  11. Ana Lakomy

    O meu filho adora o franguinho da vovó, a salada de beterreraba e o suco de laranja e só come isso quando vamos lá e ela se sente a melhor cozinheira do mundo, detalhe ela odeia cozinhar.
    E ama fazer isso para nós.
    E eu amo muito tudo isso.
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s