Diga-me com o que andas …

Diz aí, você anda de pochete? Não? Nem eu. Quer dizer…

No dia das mães ganhei na escola do João, após uma festinha linda e emocionante, uma incrível pochete, toda trabalhada numa proposta casual-chic, uma mistura de imitação da Kipling com detalhes dourados. O negócio era de amargar, vê só:

E ainda tinha um desenho atrás, que o próprio João fez, enchendo essa pobre mãe de orgulho #minterna

Ou seja, eu estava realmente numa sinuca de bico. Como rejeitar um presente dado pelo meu filho e ainda por cima personalizado?

Mas …. pochete?

E se ele me pedisse pra usar, como falar que a coisa é feia, fora de moda, que a mamãe não sabe onde a escola estava com a cabeça quando comprou um treco desse?

Então me lembrei que vi num passado distante uma bolsinha para guardar todas as carteirinhas, porta moedas, porta cartões e trequinhos em geral, de modo que na hora de trocar de bolsa bastava tirar a bolsinha de uma e colocar na outra.

Então resolvi usar a maravilhosa pochete para este fim: reunir carteira, porta cartão, moleskine, balinha e caneta facilitando imensamente minha vida na hora de trocar de bolsa. Vê que legal ficou:

Trocar de bolsa agora ficou mais fácil, evitando que eu me esqueça de 1/3 das coisas na bolsa antiga. Agora minha bolsa tem apenas a pochete-arquivo, uma bolsinha de maquiagem e uma outra com coisas mil, todas inúteis porém indispensáveis, conforme MMMA – Manual da Mulher Moderna e Alucinada.

Esse post além de ser informativo, educativo e sincerão, serve também pra responder o que tem dentro da minha bolsa, pergunta vinda do blog Desconstruindo a Mãe, da super Ingrid.

Anúncios

18 comentários sobre “Diga-me com o que andas …

  1. Oi, Jane!
    Hehehehe, encontrou uma ótima utilidade para o presente!
    Nada como uma bolsa organizada!

    Estou promovendo um consurso cultural no meu blog, que vai presentear com uma caixa personalizada para o dia dos namorados!

    Vim te convidar pra participar!

    Beijos!

  2. Que viagem dessas
    ‘tias”, vou te contar… Com tanta coisa fofa e original para oferecer… Eu ganhei um MARAVILHOSO pano de prato em uma argolinha de prásco, apoiado por uma vaquinha de EVA e preso por clips… Emocionei, cara!
    Pelo menos você deu um destino digno ao seu presente! O meu, por enquanto, mora numa gaveta da cozinha. Vou pensar na utilidade para ele!
    Beijos.

  3. Jane o negócio e feinho mesmo…rsrsrsrsrsrs
    você sabe que escolher os presentes para os pais é complicado cada um tem uma opinião e sempre tem alguma reclamação.
    Eu voto sempre no presente feito pela criança, ou pelo menos com a ajuda deles em algum detalhe.
    Este ano na escola que estou trabalhando demos uma Eco bag.
    Enfim, mas a ideia da utilização da pochete foi óteema..rsrs
    T+

  4. Preciso confessar: O-D-E-I-O quando as escolas inventam de dar “utilidades” pras mães. Idéia besta e idiota danada… Sempre é um treco feio, malfeito e inútil! Prefiro mil vezes aqueles quadrinhos pintados por eles!! Até penduro na sala, se precisar…

    Este ano inventaram um descanso de panela. Mas além de feio e malfeito, é de material discutível. Certeza de que em duas vezes que eu colocar uma panela quente em cima ele vai estragar, e Luisa vai ficar toda triste porque o presente dela estragou. E ela me cobra o tempo todo de que eu tenho que usar! Como diz a minha mãe: durma com um barulho destes e ainda me diga que dormiu direito… :-/

  5. Jane, às vezes eu acho que as escolas querem é sacanear a gente! Cada presente, né? rs
    Acho que as professoras se vingam no presente da mamãe… Só pode ser!

  6. aheheahehahaeheaheaheahea rí muito.
    Caramba, me divirto e aprendo pra caramba passando aqui pelo seu blog!

    Po, me lembro de uma vez na escola, quando eu era bem pequeno de dar de presente pra minha mãe um PORTA PAPEL HIGIÊNICO. Era feito assim:
    pegavamos bolinha de gude, colocavamos dentro de uma garrafa pet, depois colocavamos também dentro da garrafa um pouco de várias cores diferentes de cola colorida. A criança (no caso eu) sacudia a garrafa pet até misturar a tinta toda…
    Pra finalizar, a garrafa pet é cortada ao meio. Depois é colocada em uma base de plástico e pronto!! As mães agora poderiam abrir a parte de baixo, colocar papel higienico alí e retirar pelo bico da garrafa!!!!
    Foi um presente lindo, feito por mim e 15 anos depois minha mãe continua sem saber o que fazer com ele… HAAHEHAEHAEHHAE
    Daqui a alguns anos o João vai entender que a melhor opção para presentes são rosas de plástico. Pois possuem alto valor sentimental, são bonitas e INDESTRUTIVEIS.
    Bjo Jane! A mulher mãe do século 21 que ensina, diverte e informa através do bom humor! Sou seu fan!

  7. kkkkkkkkkkCara que gracinha! Refiro me ao seu filho,tá?
    Amiga, concordo com vc, a tal da “borsinha” é feinha pra chuchu, mas nada como criatividade né, não?
    Se saiste bem nessa!
    beijos!!!!

  8. Gênia, gêmela!

    Olha só ontem eu ganhei da Juju um colar com uma pinha como pendente (sabe pinha de natal que cai do pinheiro…) me dá uma luz..rsrsrsrs 😉

    Beijão saudoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s