Prefiro sofrer na cama (que é lugar quente)

Dia desses alguém me disse que ia trabalhar com dor, já que dor dói em casa ou no trabalho, ou seja, melhor ir trabalhar, pelo menos se distrai.

Eu pessoalmente prefiro sofrer com requintes de crueldade. Não que eu goste de envolver terceiros ou fazer drama, mas gosto de passar dor na minha casa, na minha cama, com meu pijama e meu chinelão. E em paz, sem telefone tocando ou platéia perguntando se eu tô bem ou se eu sarei.

Acho até meio sacanagem envolver os outros na nossa dor ou na nossa tentativa de parecer que está tudo bem.  Acho mais digno que quem esteja passando algum perrengue avise e peça pra sair.

Talvez eu seja pouco resistente a dor, o que me faz não ter muita paciência com isso, de toda forma dificilmente alguém vai me ver sofrendo por aí, porque eu acho que lugar de sofrer é em casa, tomando canja e mergulhada no dramah.

EDITADO: Lendo os coments e pensando a respeito de quem não tem o privilégio de “parar o mundo pra sofrer” ,  acho que no fundo poucas pessoas preferem passar perrengue publicamente, mas algumas simplesmente não têm outra escolha.

Gostaria de esclarecer que passei por uma situação de ter sido envolvida fortemente num sofrimento que não era meu, e justamente por alguém que poderia ter ficado em casa, mas não ficou.

9 comentários sobre “Prefiro sofrer na cama (que é lugar quente)

  1. Senti uma certa ameaça no ar e ai vim ne?
    Eu tambem sou assim. com dor quero me enfurnar no quarto, debaixo das minhas cobertas e de preferencia com alguem bem caridoso, paciente e disposto a satisfazer todas as minhas vontades e realizar os meus pedidos em tempo recorde.
    nao gosto que ninguem me ligue, nem que necessite de minha atenção… quero so sofrer em paz.
    Ahhh…e que acreditem que todos os meus gemidos sao reais…

  2. Rosélis Leme

    Concordo que dor é DOR e: dói…
    …a depender da dor doi d e m a i s para ficar dividindo e explicando…. aliás dói mais ainda quando algum pouco intimo falso interessado pergunta “o que foi?!” ” que cê tem?!” e na verdade não é pergunta…é especulação ou censura…vamos combinar que quando DÓI a reclusão é OTÉMA e melhor fica quando a gente volta do pantano e as pessoas que realmente querem saber de você e se preocupam com você comemoram a reencarnação. Mas é importante lembrar: não custa nada chamar alguem para assoprar o “machucado” se você realmente quiser né?
    beijos…

  3. Com dor, gosto que me amem. Na sala e eu no quarto.
    Dá pra entender…? Mas prefiro ter dor no hospital, como soro e analgésico. De preferência no São Luiz da São Gabirel. Eles sabem do que sou alérgica… Assim durmo tranquila…
    kkkk
    A louca!

  4. dor. sei bem do que vc tá falando.
    odeio sentir dor, sou completamente intolerante a ela e me transforma qdo a sinto.
    não quero visitas, não quero perguntas. quero silêncio e isolamento. e paparicos.
    e cama macia, edredom quentinho, controle remoto só meu e chazinhos bem preparados com uma gota de limão.
    pronto falei.
    bejins

  5. Poxa Jane vc tocou num ponto mega fragil!
    Ja trabalhei com dor sim!
    E pior pq foi num find!
    Eu ainda pegava crianças na escola
    Foi numa sexta na hora do almoço e depois buscava no fim do dia!
    Uma verdadeira tortura! A “FDP” da motorista via q eu estava literalmente com dor e nada de dispensar!
    E eu tive q ser operada de calculo renal e ela liga na minha casa eh mega hiper grossa com a minha irma reclamando q eu nao falei nada de ter ido para o hospital.
    Depois dessa pedi minhas contas e a danada ainda ficou retendo minha $$.
    Mas agora to feliz em casa! Mas a patroa eh mega exigente levo ela aos medicos (ai de mim se atrasar) mamae fica danada! kkkkk

    Beijos

    Eminha

    PS: Continuo esperando AQUELE post! KKKKKK

  6. Bem que eu gostaria de poder sofrer ” na torre”do castelo.
    Mas com a minha vida, não dá rs Ainda bem que sou uma “toura”, pra não dizer “vaca ” de forte heheheh

    O ideal é mesmo sofrer sozinho, longe das vistas alheias.
    bjos

    De

  7. Loana

    Eu tbem. gosto de sofrer sozinha, na minha cama, de janelas fechadas, debaixo do edredon, nesse friozinho de Sampa, no silêncio e nem precisa ir toda hora perguntar se eu melhorei.

    É assim que minha dor vai embora, preciso repousar!

    Bjos

  8. Andrea Meneghel

    Concordo totalmente com vc!
    Além de ninguém ser obrigado à suportar a dor, e a cara de b*sta de quem tá com ela, tem o fator “contágio” que se aplica em alguns casos. Sabe aquele seu “coleguinha” de escritório que vai trabalhar com uma super gripe ou então com uma conjuntivite viral daquelas? Pois é, já vi figuras desse tipo e acho o fim!
    Gente, dor é dor, o corpo grita e pede cuidados (e distância dos outros, diga-se de passagem), fiquem em casa pelamor!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s