Disney World – Diário de bordo

Vou fazer um diário da nossa viagem pra Orlando, no mesmo esquema do post do visto, sem grandes pretenções, só pra contar e tentar ajudar alguém que vá viajar pra lá.

A gente viajou com nossos amigos rycos e famosos, os Pusch. A Mara Pusch já foi citada aqui trocentas vezes, mas só pra relembrar, ela é do Blog Esmalte no Pé. Eles têm dois filhos, um grandote, de 10 anos e um pequeno, de 5, que nem o João.

Eles já tinham ido pra Disney recentemente – são ricos e viajados, brigadão – e o bom foi que nossa viagem foi planejada por eles, a gente só tinha que acompanhar o grupo.

Porém, se você não tem essa sorte, eu recomendo estudar os parques, dar uma olhada nas atrações, e montar um roteiro. De toda forma, esquece aquele papo de “fulano não aproveita”. Na verdade, todo mundo aproveita. Grande, pequeno, bebê. Cada um no seu quadrado, evidentemente. O João e o filho pequeno da Mara, por exemplo, não tinham tamanho pra ir nas montanhas russas (nem queriam) e ficaram com um pouco de medo nos simuladores, que são muuuuuuito legais, emocionantes, dá medo mesmo. Isso porque na Disney a gente criou o slogan: Os caras não economizam. Essa frase resume tudo. As atrações são perfeitas, as filas já acontecem num “cenário” pro lado de dentro da atração. Não é como no meu tempo que eu ficava torrando nas filas do PlayCenter. Lá, você entra na fila já num lugar coberto, com ar condicionado, com as paredes em forma de cenário, tudo nos trinks.

Nós fomos de São Paulo pra Miami dia 13/10,  alugamos um carrão tipo uma Van, e rumamos para Orlando. Ficamos hospedados no DoubleTree. O quarto era imenso, com uma micro infra estrutura pra tomar café lá mesmo, que é equipado com geladeira, cafeteira e mesinha boa. No térreo do hotel tem uma Starbucks, então toda manhã a gente comprava café ou leite com chocolate, e comíamos coisinhas saudáveis que compramos no WalMart. Fora isso, rolou muita batata frita, sanduiche, nuggets, enfim, não dá pra encanar com comida.

Vou contando detalhes ao longo dos posts sobre os parques. Por hora, deixo fotos do quarto do hotel:

Vista do nosso pequeno quarto. Acho que meu apartamente caberia inteiro lá dentro. Tinham duas camas de casal, e um banheiro mega. Minha cara. Dureza foi tomar banho de novo no meu box de 1 metro quadrado. Abaffffffff.

Nosso café da manhã saudável. Essa era a nossa única refeição de gente humana; O resto, eram só americanices. No nosso café tinha aveia, pão integral, requeijão, iogurtes que compramos no Wall Mart. Só não rolou fruta. Acho que os caras não comem fruta não. Mamão lá, era que nem caviar. Só se ouvia falar.

Na foto o grupo está desfalcado. Os demais integrantes serão apresentados mais pra frente. Aqui aparecem Eu, João, a Mara e o marido dela, o Carlos. Já vou logo esclarecendo que eu e ele estávamos com herpes nos lábios, mas a gente não se beijou. Somos tradicionais e não praticamos troca de casais.

Anúncios

12 comentários sobre “Disney World – Diário de bordo

  1. Aaaaaaaaaaaah! Conta maaaais!

    Não fui, pq qdo estava programado pra ir (15 anos) a FDP da irmã Rita, me convidou a me retirar do colégio e minha mãe me condenou a não sair do país.
    Aí… as vacas entraram num regime forçado… Acho que por solidariedade mesmo, e aí não pude ($) mais ir…

    Queremos ir com os meninos, mas o J precisa crescer um tico. Enquanto isso tô dando um estimulador de apetite pras vacas aqui de casa!!

    Muah!

  2. Pingback: Tweets that mention Disney World – Diário de bordo « Mulheres (Im) Possíveis -- Topsy.com

  3. elaine

    Como assim, americano nao e humano?
    Nao encontrou frutas porque nao procurou, alias na Disney vende frutas em varios pontos, nao e feira claro, mas tem banana, maca, tangerina…
    Tudo bem ter bom humor, mas depois nao pode reclamar que brasileiro tem um certo estereotipo…
    Chato isto.

    1. Jane Murback

      Elaine, não falei em nenhum momento que americano não é humano, falei que não tinha MUITA fruta, e dei exemplo do mamão que não vi.
      Eu não só procurei como achei frutas; na Disney eu comia os copos de fruta toda hora, mas no caso do post estava mencionando nosso café da manhã.
      Enfim, acho que você não quis entender e eu não tô reclamando do brasileiro ser esteriotipado.
      Não senti tanta falta do mamão, tinha Naturetti em todas as farmácias.
      Jane

      1. elaine

        Nosso café da manhã saudável. Essa era a nossa única refeição de gente humana; O resto, eram só americanices.

        Acho que os caras não comem fruta não. Mamão lá, era que nem caviar. Só se ouvia falar.

        Ta bom Jane, se vc prefere assim, eu retiro o que eu disse, mas essas foram as suas palavras e nao as minhas… mas aceito seu ponto de vista.
        Qto o estereotipo, voce tem razao nao reclamou… mas brasileiro no geral nao gosta de como e “conhecido” no mundo e assim como eu nao acho justo pra gente (pq eu tambem sou brasileira) nao achei legal este seu comentario. E antes que caem em cima de mim, sim o blog e seu e esta e apenas a minha opiniao so isto.

        ELAINE: Juro que essa é minha última interferência nos seus coments, porque como eu disse anteriormente, acho que vc não quer entender.
        Mas o que eu quero esclarecer é que ninguém vai cair em cima de você, muito menos eu, e muito menos ainda sob o argumento de que o blog é meu e blá blá blá. Eu não costumo dar com o pé no peito de ninguém, tão pouco com um argumento desse, do tipo “devolve a bola q eu sou dona da brincadeira”.
        A única razão que me fez parar pra responder seu coment foi desfazer uma possível vontade sua de levar o que eu disse pro lado errado, porque se eu fosse dessa linha de “o blog é meu” eu simplesmente deletaria o que vc disse.
        Fique a vontade pra opinar sempre, exceto pra distorcer.
        Grata.

  4. Oi jane,
    que legal; vi aqui vc tinha saído de férias; só não vi que era pra Disney.
    Como vc a blogueira Mic voltou agora de viagem à disney com os filhos dela e estou tirando proveito de todos os comentários.
    Quero passar o aniversário de 8 anos da minha filha lá, já estou sonhando….. é só esperar faltam 2 anos.
    Bjs
    Luiana

    1. Luiana/Larissa/Luciano

      Jane, passaram-se 1 ano e 5 meses e cá estou eu anciosa com a viagem que acontecerá agora em Maio; o que antes havia programado para novembro.
      Engravidei e preferi adiantar, imagina eu com bebê de 3 meses na disney (nem sei tb se pode sair do brasil com essa idade).
      Tô muito feliz e MEGA anciosa.
      Aproveitando…. vou ficar também 4 dias em Miami e fazer o enxoval do bebê que se chamará Letícia, e hoje a Larissa tem 7 anos.

      Bjs;

  5. elaine

    Jane
    …fato nao e distorcao, mesmo sem intencao **eu** nao achei legal a maneira que vc escreveu, so isto.
    Eu tambem nao vou voltar pra comentar ou descutir com voce e posso dizer que voce tambem nao quer entender que **pra mim** o que voce escreveu teve um tom diferente nada mais nada menos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s