O medo do (ano) novo

Se tem uma coisa que me dá medo é pensar que sempre o ano novo representa não somente um ano a mais pra ser bem vivido,  mas também – e infelizmente – um ano a menos.

Um ano a menos pra mim, pra quem eu amo, pros que estão perto de mim e são mais velhos (e, portanto, com menos direitos do que os mais jovens egoístas), enfim, um ano a menos no meu calendário.

Um X bem grande e vermelho no ano que termina. E já se vão 37 xizes.

Fica aqui minha singela e anônima homenagem ao Daniel Piza, que eu conhecia de ler, ver e ouvir sempre, e que morreu aos 41 anos, no dia 30/12/11, me fazendo refletir.

Anúncios

2 comentários sobre “O medo do (ano) novo

  1. Nossa, nunca tinha pensado por esse lado de “um ano a menos”. É tipo aniversário, eu sempre penso que é “um ano a mais”. É menos de vida, mas mais de vivências, experiências, aprendizados… Não tenha medo, Jane. É menos tempo para os que você ama, mas é também mais tempo que vocês passaram juntos, a cada ano que passa a convivência aumenta.

    Beijos!

  2. Daiane / SP

    Entendi que o propósito do post não era bem o debate sobre o velho x novo ano.
    Sim notificar a mais leitores que uma pessoa boa, positiva e que tinha muito para continuar a contribuir, esta partiu…para a eternidade!
    Seu post fora intencional.
    Jane, você me surpreendeu mostrando seu lado sensível.

    Bj.
    Daiane NS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s