Palavras bonitas

Foi publicada na Revista Bula uma reportagem com as 40 palavras mais belas da língua portuguesa, obtidas a partir de enquetes realizadas com leitores.

Claro que as palavras escolhidas são aquelas que, na maioria das vezes, significam algo bom, e não necessariamente palavras que tenham um som bonito. Quem escolheria “cemitério”, como sendo uma palavra bonita (embora seja, na minha opinião)?

Eu sou ligada em palavras mas prefiro observar o som e não somente o sentido. Para isso fica mais fácil prestar atenção em palavras em inglês ou em outros idiomas. Vale o som pelo som, sem importar se são positivas ou negativas.

Eu adoro as palavras suspicious e surrender, que nem sempre têm significados positivos (suspeito e rendição), porém os sons são bonitos.

Bonito mesmo é ver/ouvir o Elvis cantar Suspicious Mind.

E suas palavras favoritas? Quais são?

 

Anúncios

Acabei mais um livro e vou sortear

foto_livroFeministas radicais, não se empolguem com o título do livro que comentarei. Ao contrário do que pode parecer, As poderosas Rainhas trata-se de uma história sensível e  delicada da vida de uma mulher que criou sua filha e seguiu a vida sempre cercada pelas mulheres da família, todas fortes e especiais como ela.

A leitura é fácil e gostosa, flui que é uma beleza (embora eu tenha demorado mais do que eu gostaria) e eu compararia em alguns momentos com o super feminino Comer Rezar Amar.

E como eu amo livros femininos, otimistas e com finais felizes, RECOMENDO!

“Dickinson escreve com uma honestidade que é ao mesmo tempo atraente e inteligente … seu irresistível livro de memórias é como uma carta otimista de um melhor amigo”

Publishers weekly, starred review

Mais do que a autobiografia de uma das jornalistas mais lidas nos Estados Unidos – a popular Amy Dickinson –, este também é um amoroso relato sobre sua mãe, sua filha e as mulheres de sua família.

Uma dinastia que, pelo exemplo de força ou solidariedade, impulsionaram Amy para a grande guinada em sua
vida – de esposa com autoestima destruída pelo divórcio a mulher poderosa,escritora célebre e mãe realizada.

Vocês podem ler um capítulo e saber mais sobre o livro clicando aqui.

Eu ganhei o livro como cortesia e gostaria de sortear para quem se interessar e deixar um comentário nesse post até o dia 07/09. O resultado sai dia 08/09 e a única regra é que o endereço para entrega seja no Brasil!

Longas noites

insO especialista em noites sem sono não sou eu, inclusive eu divulgo aos quatro ventos que sou boa de cama. Dormir não era um problema pra mim, aliás, até era, porque eu era  do tipo que dormia em pé.

Mas algo mudou. Seria a proximidade dos 35 anos (com corpinho de 33, aquele papo todo…) ? Seria crise hormonal ? Ansiedade ? Dor do crescimento (pros lados) ?

Não sei a resposta.

Sei que toda noite acordo e demoro umas duas horas pra voltar a dormir. Enquanto isso, ouço cada tic tac do relógio do vizinho, o barulho da água das descargas alheias, os feirantes montando a feira de quinta, os cachorros e, finalmente, os galos.

<Eu não moro numa zona rural, nem na fazenda do Cocoricó, mas tem um galo lá por perto, juro que tem>

Já pensei em tomar Plasil (não apoio auto-medicação, esclareço, não tentem fazer isso em casa) mas tenho medo de capotar e ficar moribunda no dia seguinte, o que na verdade tem acontecido do mesmo jeito.

A alternativa mais viável seria ler meu livro, mas estou economizando. Não quero que ele acabe nunca mais.

Contei que estou lendo O amor nos tempos do cólera, né? E que estou apaixonada e que talvez esse seja o mais novo livro da minha vida, contei?

Vai ver é por isso que ando perdendo o sono.

Frases soltas que deveriam ser presas

Eu vi um livro muito engraçado, que chama Ironia. O livro é composto por frases de humor, entre elas:

– Antes de pedir dinheiro emprestado a um amigo decida de qual dos dois você precisa mais.

– É melhor calar-se e deixar que as pessoas pensem que você é um idiota do que falar e acabar com a dúvida.

– Quando um homem e uma mulher se casam, tornam-se um só. A primeira dificuldade é decidir qual deles.

Vejam mais aqui http://www.frasesdehumor.com.br .

Mas o que achei mais legal foi a definição de IRONIA.

Ironia nada mais é do que uma forma elegante de ser mau. Sendo assim, por que abdicarmos da elegância nos momentos em que a maldade se fizer necessária? Sejamos elegantes ….

E como elegância é nosso lema… a gente curte uma ironiazinha também. De leve, de leve.

Terminei Comer Rezar Amar

Terminei de ler, depois de muito enrolar, o Comer Rezar Amar.

Mas sabem quando a gente não quer que um livro acabe? Sabem quando a gente se identifica a cada página? Então, foi o caso. Por outro lado estava querendo muito ver o final daquela história e domingo a noite terminei.

Superindico. Adorei.

Agora só preciso saber se terei que devolver o livro pra Lu Brasil, ou se ela me dará, num surto de bondade e amor ao próximo. De toda forma, o meu Melancia está com ela …. se ela não me devolv….. pensando…. propina. 

Agora começarei a ler Samantha Sweet, Executiva do Lar.

samanthaSamantha Sweet é uma jovem e dinâmica advogada corporativa, dividida entre contas e clientes, sem tempo para nada além da carreira. Relacionamentos? Só com seu blueberry, última geração. Em Samantha Sweet, Executiva do Lar, Sophie Kinsella faz uma divertida crítica à pressa – e às pressões – da vida moderna. Samantha Sweet está prestes a se tornar sócia da firma de advocacia onde trabalha. Isso se ela não tivesse cometido a maior mancada de sua trajetória profissional. Um erro tão absurdamente grave, que custará à empresa milhões de libras. Completamente baratinada pelo furo, ela surta. Pega o primeiro trem para fora da cidade e vai parar na entrevista de emprego mais equivocada de sua vida. Sua natureza competitiva logo é ativada e ela decide que será contratada, sem se preocupar com o cargo.
Assim, nossa heroína ganha um novo plano de carreira: como empregada doméstica de uma socialite deslumbrada. Sem nem ao menos saber como ligar o ferro de passar. Ou para que diabos serve metade dos aparelhos de uma cozinha. Mas talvez ela não seja tão incapaz como doméstica quanto imagina. Talvez, com alguma ajuda, ela possa até fingir. Será que seus patrões descobrirão que sua empregada é de fato uma advogada de alto nível? Será que a antiga vida de Samantha irá alcançá-la? E, mesmo que isso aconteça… será que ela vai a querer de volta?
Samantha Sweet, Executiva do Lar é a história de uma mulher que precisa diminuir o ritmo. Encontrar-se. Apaixonar-se.

Presente Ediouro

Eu faço parte da lista de discussão do Luluzinha Camp, é uma reunião de mulheres blogueiras, sim , eu disse mulheres e lá cueca não entra não.

Aí a Ediouro fez uma proposta muito bacana para a nossa *comunidade *

1. A ediouro disponibilizou uma lista  com os livros disponíveis para resenha, os hotsites (que precisam ser linkados) e o número de exemplares
2. A gente se inscrevia para receber os livros 

3. A Ediouro encaminharia os livros para as casas das Luluzinhas.

Tivemos, no primeiro lote, 50 livros (15 títulos disponíveis)

Eu não dei muita bola, porque já me inscrevi “diumtudo” pra ganhar as coisa digráti e até hoje não recebi nem um pau pra bater num cachorro (se eu fosse pessoa malévola que bate em cachorros, claro)

Me inscrevi e…

Caraca, no outro dia CHEGOU, de sedex e tudo

11meses 041

 

Comecei a Ler o Vida Modelo, absurdamente pheeno e chic

11meses 043 11meses 042

11meses 046  11meses 045

No momento tô na parte barraco entre ele e Bundchem. Barraco em madeira de lei. Adoooro e indico.

Liberte Um Livro

E aí bora treinar o desapego?

 

Sabe aquele livro que você já leu, e por alguma razão nem rolou uma química perfeita e você não olha pra ele como se fosse um filho amado?

 

1. Você cria uma lista dos seus livros que você quer trocar
2. Quando outro usuário solicitar algum livro da sua lista, você o envia pelo correio
3. Você confirma o envio e ganha um crédito para receber um livro

A idéia por trás do Livro Livre é que os livros não possuem donos, e são na verdade um patrimônio cultural da humanidade. Por isso, devem ser continuamente transferidos para as mãos de novos leitores ao invés de serem esquecidos em estantes e prateleiras, acumulando poeira e relegados à mera condição de objetos decorativos ou itens de coleção. É como se o mundo todo fosse uma grande biblioteca.

Os livros participantes dessa ação contínua são identificados por uma etiqueta em seu interior que avisa ao leitor logo na primeira leitura: "Este livro não é um presente". A etiqueta traz ainda um código que, se digitado no site www.livrolivre.art.br, permite que o leitor adicione críticas e comentários ao banco de dados do Livro Livre. Ao receber o "não-presente" o leitor assume o compromisso de passá-lo adiante após a leitura, deixando-o em um local público onde possa ser encontrado por um novo leitor.

Eu tenho muitos livros, todos totalmente lidos, e decidi que eles não servem pra enfeitar estantes, se eu me apegar, fico com eles, se não, vou passar adiante, já me cadastrei nos três sites e assim que eu tiver um tempinho (e parar de vomitar) vou começar a libertar livros por ai.